domingo, março 02, 2008

(Ir)racionalidade burocrática

A semana foi de verdadeira gincana, caríssimos. Quando eu estava quase completando uma prova, outra surgia. Depois de preencher 50.000 formulários, exame de sangue da mãe, do pai, vários atestados de Nada Consta, tudo em cinco vias e reconhecido em cartório, eis que eu me deparava com informações do tipo: "mas você não preencheu o formulário PX#3 rosa de bolinhas azuis pulando no pé direito e voltada para Meca? ". E eu, atônita, dizia: "eu...eu achei que era pra pular no pé esquerdo..." ao que a voz do outro lado se regozijava e respondia com uma sonora gargalhada: "então você vai ter que fazer tuuuuuudo de novo!!!!", depois de tudo isso, eu consegui! Consegui entregar todo o material que precisava entregar e tirei 80% do peso que estava sobre os meus ombros. Os outros 20% eu tirarei dia 27 de março - data em que serei a pessoa mais feliz do Universo. Até lá sou apenas a terceira ou quarta mais feliz.
But, como Murphy é meu amigo e chapa, as coisas não podiam ser tão fáceis. Todas as etapas da gincana foram agravadas pelo fato de que eu estou sem internet. Tudo começou porque eu suspendi minha internet banda larga (virtua) em funçãop de...algo que não vem ao caso. Soube que eu podia interromper os serviços - pagando, para isso, a módica quantia de 22,90 (ou 29 e qualquer coisa) para manter a minha, vamos dizer, "vaga", já que não queria sair, pois o meu pacote é velho e barato; se eu saio, perco. Então eu ia ficar 3 meses sem o serviço e pagando 22 ou 29. Por um motivo que também não vem ao caso, resolvi voltar. Me informaram que assim que eu quisesse, poderia retornar o serviço, bastando ligar pra lá. Simples assim. Eu, tolinha, cri - porque eu sou, antes de tudo, uma crente.
Liguei pra lá e...Jacaré religou? Vocês religaram? Alguém? Nããão. Claro que não. Me deram um prazo de 72 horas pra religar porque O Sistema que religa estava com problemas. Após 72 horas, me pediram 48 horas porque a solicitação anterior havia dado erro n'O Sistema. Passadas 48 horas eu ligo pra lá e me informam que eram precisos 72 horas - úteis - para que O Sistema processasse a informação. Aí perdi a paciência - que já é pouca. Como assim? Estou há uma semana tentando religar um serviço que me foi informado ser de simples religamento, me dão meia dúzia de informações desencontradas e no final das contas eu ainda tenho que esperar? Peguei o telefone da ouvidoria - que certamente não me ouvirá - e tentarei reoslver amanhã. Mas estou seriamente tentada a mudar pra esses sistemas de Internet móvel, tipo o da Tim, que, além de tudo terei internet em todos os lugares onde houver cobertura Tim. Aproveito e saio da VIVO que é outra empresa que VIVE (dããã) me torrando o saco. Não que eu acredite que tudo vá melhorar, mas pelo menos é um ruim diferente. Sinceramente, a Net já deu na minha paciência. Odeiomuitotudoisso.
De modos que, andei meio ausente pelos motivos supracitados e é possível que o problema permaneça por alguns dias. Mas vou dando um jeito de entrar na internet por outras formas.
Por isso é que eu digo: viva o GatoNet! Façam Gato, minha gente. Burlem essa empresa cretina que é a Net. Viva as soluções alternativas e caseiras.
Tô muito puta com a Net. Muito. Tô quase tirando da gaveta a idéia do blog Consumidor Otário. Que, afinal, somos todos nós. Porque todas as empresas são sacanas. Todas.

4 comentários:

Andrea disse...

Faz isso não. Vc tá burlando junto os consumidores otários que pagam a net.

Zeta disse...

Aqui em casa eu simplesmente conectei o cabo da TV a cabo e tenho disponível o pacote básico, não fiz nada tá??

Cláudio disse...

É isso aí, Carrie. Embora consumidor otário seja quase um redundância, acho que esse blog tem tudo pra dar certo. Porque, como você mesma disse, o público alvo somos todos nós...
Beijo

r a c h e l disse...

Apoiada.