domingo, dezembro 09, 2007

Notícias da província


Como eu disse a vocês estou aqui em Gotham City, né? De vez em quando tenho que vir aqui combater o crime, senão o Curinga fica se achando.

Interior é uma merda (mas só eu posso falar isso das minhas cidades: Gotham City e Pasárgada, quem falar mal na minha frente toma porrada. Eu também falo mal do Rio, mas dele podem falar mal, porque tem muita gente pra defender).

A Vanessa Giácomo, atriz da novela das oito (amiga da Marjorie Estiano e filha da Toitia Meireles) assim como o Tiago Pereira campeão de natação, também é de Gotham City. Eis que, estou eu, adentrando domínios gothanianos, e me deparo com outdoors e mais outdoors com ela, fazendo propaganda para a prefeitura, junto a enormes Papais Noéis infláveis (quando perguntei à Formiga Irmã se ninguém estourava o saco do papai noel – literalmente – ela me respondeu “não, nós somos educados aqui”).

Ligo a TV e lá está ela fazendo propaganda para uma ótica local.

Fiquei pensando nela, em uma plena quarta feira, falando: “Daniel [de Oliveira, também ator, marido e pai do filho que ela espera], vamo lá em casa almoçar com o meu pessoal e aí eu aproveito e faturo um troco que vai dar pra gente montar o quarto do bebê”. Daniel de Oliveira bota seu tênis, abastece o carro e pega a Dutra rumo ao Condado de Gotham. Param no Belvedere pra comer um pastel napolitano e um caldo de cana, pois ela teve desejos.


*


O que esse artistas não fazem por um din-din, não é minha gente? Tudo bem, a Vanessa é daqui, nem acho tão estranho – apenas engraçado. Mas me choquei ao ler uma bobagem de uma matéria no caderno Ela de semana passada falando sobre ser cool e que a Fernanda Torres seria “cool, formadora de opinião, uma alfa”. Peraê. Deixa eu me situar. A Fernanda Torres? Aquela que faz propaganda do Banco Santander e é assim ó com a Fernanda Young? Hãn hãn.

Por isso eu admiro a Letícia Sabatella. Ela, além de bonita e boa atriz, não faz propagandas. Seja de sabonete, banco ou shopping. Por... como é que chama mesmo? Ah! Por princípios. Ela diz que não acha certo associar a imagem dela a qualquer tipo de produto. As únicas aparições dela são em campanhas sociais, de informação à população. Mas ela não é cool. Não aparece na Caras, na Quem Acontece, na Flash e na Contigo, revelando que tem síndrome do pânico ou que fulano é o amor da sua vida. Ela não pertence às panelinhas cools.

E o problema de ser cool(zão) é que no momento em que você passa a ser, já não é, porque cool implica em ser low profile. É o mesmo paradoxo das vanguardas artísticas de todo o século XX – e de todos os subestilos de comportamento como o punk, o hippie, o muderno: no momento em que você é, o sistema te absorve e você já não mais é.

Por isso minha filosofia de vida punk inclui usar roupa da Leader e fazer eu mesma minha unha de vermelho e cortar meu cabelo (antes da desgraça de quinta). Porque punk de Cavalera e Alexandre Herchcovitch é fácil.


*

E por falar no Tiago, soube que ele foi a uma chopada da faculdade de medicina de Gotham. Todo mundo achou ele um chato, porque ele não bebeu nada e ficou na dele o tempo todo. Claro, né? Ele é um campeão de natação. Vai encher a cara, acordar do lado de uma baranga que ele nem conhece e ficar de ressaca e não treinar no dia seguinte? Não, né? Certas opções na vida são radicais. Formiga Irmã, que deu aula pra ele, conta que ele não tomava nem refrigerante quando era pequeno porque já competia e sabia que isso não fazia bem. Certas pessoas sabem muito cedo na vida o que querem. O resto de nós fica por aí, enchendo a cara e acordando com estranhos.

E vocês sabem por que ele começou a fazer natação? Porque ele caiu numa piscina, quando ainda era muito pequeno, e quase se afogou. No dia seguinte a mãe dele o matriculou na natação.

Sucesso ou fracasso é a sua atitude diante dos fatos. Ih, tô parecendo propaganda do Santander.

Aliás, ele bateu o recorde há pouco tempo, mas foi de piscina de 25m. A de 50m continua sendo do Phelps. Aliás, todo o problema continua sendo o Phelps. Há sempre uns Michaels Phelps na vida. Ai, ai.


*


Mas que Gotham City é um lugar estranho, isso é.

8 comentários:

Rosi disse...

Oi Carrie.
Desculpa o desaparecimento rsrs, é que desconectei um pouco e fui tentar a vida de "Caras" neste final de semana...pena que tudo que é bom dura pouquinho, principalmente dinheiro né...mas estou de volta e quero sim administrar o blog, que aliás já dei uma olhada tá muito dez...segue aí meu e-mail:rosilenebiacchi@yahoo.com.br

beijos....

Ila Fox disse...

Carrie, este final de semana estava em SP, fui para o shopping com o meu digníssimo quando me lembrei de você.
Encontrei duas crianças ruivas de uns 5 anos, uma menina e um menino, gêmeos não identicos.
Carrie, aquelas crianças eram as coisas mais lindas que já vi, acho que agora entendo a razão de vc querer filhos ruivinhos.

Clara Lopez disse...

oi, carrie, me deu um pouco de trabalho achar a gothan city, mas vc deu boas pistas e acabou ficando fácil, não conheço a cidade, o que ela tem de interessante, além daquela, como dizer...? bem, não sei muito por que vc não fala o nome da cidade, então me calo tb.
Ah, e uma foto do cabelo, pode ser? :)
abraço,
clara lopez

Carrie, a Estranha disse...

Rosi,

Tá bom, vou mandar o convite agora.

Ila,

Ahhhh! Que fofos!

Fu Sis escaneou a foto de um filho de uma amiga, ruivo, só pra eu ver. Coisa mais linda!

Clara,

Não, não é mistério, não. É Volta Redonda! Eu chamo de Gotham City porque o céu é rosa (de tanta poluição) e Pasárgada é Andrelândia, Minas pq lá sou amigo do Rei e faço tudo q eu quero! Rsrsrs...A cidade é bem interessante. Já escrevi muito aqui sobre ela. É estranha. E interessante.

Bjs

Karina disse...

Eu tô com uma saudade imensa do interior, mas qdo chego lá sinto uma vontade louca de voltar pra cá.
Vai entender.
As opiniões sobre o blog estão cada vez melhores, hein? Ótimo agradar tanto celebridades qto governantes e religiosos. Isso q é fenômeno!!!
Bjks

Cris disse...

ah, ser um zé-ninguém tem suas coisas legais, tipo a parte de acordar com estranhos que eu acho super-divertida, ahauhauhauahahua!

[tá, juro que não falo mais merda no teu blog, juro!]

Anônimo disse...

E dá-lhe roupas da Leader! Se eu achar algo que goste e seja confortável compro até de camelô.

Ju Torres disse...

Adorei seus comentários! Preciso concordar em gênero, número e grau sobre as peripécias de markerting da Sra. Oliveira e o Condado de Gotham... SHOW!