sábado, abril 02, 2011

É muito vislumbramento


Começo a ler um dos jornais locais - não o diário, mas um outro, menos "famoso". Primeira frase: "fiquei vislumbrado diante de um quadro de Claude Monet..."

Aí não. Aí enfraquece demais.

Ok, o cara não é jornalista, é pastor, mas...não. Não dá.

7 comentários:

M.D.M disse...

Achei intrigativo o colocamento desse pastor de homens.
Ele olhou para o quadro, e o quadro olhou para ele. O choque foi tão grande, que ele ficou vislumbrado.
Eu também ficaria vislumbrado numa situação como essas.

Ah, graças a Jeová de Jesus que meu blog não existe mais. Eu o usava para as disciplinas que eu dava em uma instituição toalete. Conheço muito bem o Gólgota.
A gente chega a ficar vislumbrado.

Carrie, a Estranha disse...

Acho q vou adotar a nomenclatura "instituição toalete". Se bem q eu acho q "instituição privada" diz mais sobre.

E o q vc faz hj em dia, caro MDM? Já adentrou o Olimpo das Públicas?

Amana disse...

Pra essas epifanias, a melhor é a que minha amiga contou - já devo ter te falado, é minha preferida.
A empregada da mãe dela era uma figura, cheia das palavras. A mãe da minha amiga um dia separou umas sacolas de roupa para doar, e falou com a moça: "Dona Maria, tem essas roupas aí, a senhora quer levar?" No que dona maria já emendou: "Agradicida, dona Aparecida, mas é que meu armário tá perplexo de roupa!"

Eu sempre imagino o armário abrindo todas as portas, lotado de roupas, como quando o queixo cai. Sabe?
kkkkkkkkk

M.D.M disse...

Oi, Carrie;

Entrei, sim. Graças a Alá de Ogum!
Achei teu blog por acaso e gostei do teu texto.
Fiquei curioso para te conhecer melhor, inclusive.
É sempre legal conversar com pessoas inteligentes e bem-humoradas.

Parabéns pelo blog.

Carmen disse...

Pior foi no Bus TV (aqueles jornais de ônibus com mil e uma variedades)que um senhor falando sobre como se portar no ambiente de trabalho, e aparece na legenda: "se você SOA muito nas mãos, lave antes de apertar a de alguém", etc...
É o mesmo caso descrito acima; mesmo o entrevistado ou quem seja falando errado, é obrigação do jornalista/ redator escrever o correto ou no mínimo tascar um SIC né?

Carrie, a Estranha disse...

Amana,

A moça q trabalha aqui em casa disse q o armário do banheiro estava "impecável de cupim". Mto bom, né?

Oi MDM,

Obrigada!

Vc pode me escrever: carriewhiteaestranha@yahoo.com.br

Carmen,

Acontece q, na maioria dos jornais (principalmente os de cidade do interior, ou os menores, c/ menos gente) não tem mais redator ou, mto menos o revisor (ou copy desk, como se falava).

Bjs

Olivia disse...

Carrie, eu já escrevi "desbundado" no lugar de deslumbrado. Dou um desconto pro cara por conta disso! =)