terça-feira, agosto 19, 2008

Burocracia é burocracia em qualquer canto


E lá vai a nossa intrépida heroína (esta que vos fala) tentar tirar sua carteira de estudante da NYU. Munida de muita coragem e paciência, lá vai ela.

Estava tão concentrada na minha leitura do “Apanhador...” que passei direto do ponto onde eu deveria descer (puxa, mas foi tão rápido! Não eram 45 minutos? Só se foram 20!). Enfim. Desci do metrô e, por sorte, nem precisei sair da estação, pois tinha um outro Uptown vindo no mesmo buraco. Ok. Here we go.

Chegando ao Village resolvi abrir a conta bancária que eu precisava no Citbank – que é do lado da NYU. Uma mocinha me recebeu, falei rapidamente o que eu queria e ela me levou até Caroline (go to the light, Caroline! Go to the light!), uma japonesinha que falava feito uma flecha. Rapidamente Caroline me deu a opção de conta pra aluno da NYU, me explicou uns troços, me pediu um documento de matrícula, achou meu nome super legal (?!!), perguntou se eu falava alguma língua além do espanhol (cuma? Achei que ela estivesse me perguntando se eu falava espanhol e disse “sim, um pouco” e só quando ela me perguntou “qual” é que eu me dei conta que ela achou que se falasse espanhol no Brasil. Ah, tudo bem. Quem fala português, essa língua morta quase tão inútil quanto o grego?). Perguntou também se eu ia fazer algum depósito. Disse que sim, dos meus travellers checks. Os vi indo embora, na direção da luz (eu, como sou caipira, nunca tinha usado traveller cheque. Achei meio Banco Imobiliário demais pro meu gosto, portanto até agora ainda não raciocinei que aquilo é dinheiro). Como brinde ela me deu uma sacola do Citbank (para levar minhas roupas na Laundry) e um pen drive. Uau! Na minha terra isso custa muitosa dinheirinhos! Se eu, reles estudante, ganho um pen drive de brinde, o que ganha alguém que abre uma conta gorda? Um apartamento no Upper West Side?

Chegando ao departamento descubro que a mulezinha com quem deveria falar só chega ao meio dia (horariozinho bão, hein fia?). Fui para o (já) meu anexo (leia-se: Starbucks), onde me sentei na mesa “de sempre” (sim, eu já tenho uma mesa “de sempre”, perto da janela. Eu sou uma pessoa de hábitos tediosamente previsíveis). Fiquei matando o tempo.

Deu o horário e lá vou eu. Nice to meet you pra cá, pra lá e digo o que eu preciso. Ela me dá uma carta pra mocinha do banco e me manda para o Reino Encantado das Carteirinhas.

Claro que eu me enrolo toda pra achar o lugar (maldito hábito de escrever tudo invertido!). Claro que no Reino Encantado das Carteirinhas há uma fila enorme. A menina a minha frente tenta entabular (existe essa palavra?) uma conversa do tipo “conversa de fila”, eu murmuro um “oh, yeah” e tudo bem.

Horas depois uma funcionária mal humoradíssima me manda preencher um papel. Ok. Me mandam pra um cara que tira a foto. O cara olha pra mim, olha pro computador, olha pra mim, olha pro computador...e me pergunta quando eu me matriculei. Como assim, Bial? Eu não me matriculei. Me matricularam. Enquanto tento pensar em qual seria a resposta adequada, já que ainda estamos de férias (fall? summer?) ele repete alto e pausadamente WHEN DID YOU GET TO ENROLL? Uooooou, amigo! Sou brasileira, não surda. Titubeio um inseguro “Summer?” e ele diz “oh, no” o Summer já acabou e eu mostro os meus papéis e ele diz que eu não consto no sistema. Que o processo deve ter sido feito hoje e eu preciso esperar um dia útil pelo menos (nisso já podia sentir o pensamento uníssono da fila atrás de mim BU-RRONA, BU-RRONA. Em vários idiomas).

Saí me sentindo na UFF. Eu não consto n’O Sistema? Sou um Neo Acadêmico. Out of Matrix. Tudo bem que o Universo é uma ilusão, nada existe, somos frutos do acaso e mero joguetes na mão de uma entidade maior, mas...porra...constatar isso em plena Nova Iorque é foda.

Bem que eu sabia desde o início que tudo estava muito bom para ser verdade. Eu disse a vocês. Tudo não passou de uma grande pegadinha e os caras do CNPq vão sair de detrás das câmeras já, já, com narizes de palhaço. É o Show de Carrie. Não, na verdade isso é um sonho. Na verdade eu estou na oitava série e tenho uma prova de química hoje, sobre a qual não sei nada. Um helicóptero da SWAT vai parar bem em cima de mim, homens pretos descerão por um cabo de aço e gritarão “freeze! Don’t fucking move!”. Meu lado judaico-mineira (lado? Ou você quer dizer, você inteira, Carrie?) já pensava: “why, God? Why me? Always only me?”.

Um minuto de lucidez: vou voltar na mulezinha.

Ao contar tudo pra ela descubro o que já desconfiava: estou matriculada desde o dia 12, data da minha chegada. So, what the fucking is going on? Ela liga pro Reino Encantado das Carteirinhas, fala com o gnomo-chefe e ele confirma que eu não estou no sistema e que ela precisa ligar pra estâncias superiores (Deus?). Depois de milhares de telefonemas, ela descobre que eu havia sido matriculada no verão, mas não no outono. Preciso ser matriculada pra que tudo se resolva – o que ela fica de fazer até amanhã.

Estou numa espécie de gap entre as duas estações (verão e outono), esperando a passagem secreta que me levará a Hogwarts se abrir para que eu possa começar a estudar. Oh, fuck.

E eu que achava que americano era super organizado...

**

Fui a Staples, a rede de papelarias mais bacana de NY. A Staples é a Macy’s do nerd. Queria me acabar em post its, mas me controlei e comprei apenas uma luminária de 9,90, lâmpadas (nada de vende a unidade nessa terra, tudo é super size, tudo é mais de um), canetas marca texto (1,99 seis canetas, gente!) e – pasmen – doze canetas por 99 cents.

*

Volto pra casa e Zorba continua em seu sofá/cama bla bla bla. URGENTE: plantão Sublime SucubuS informa: a grega sumiu. Sério. Ela não está na sala no seu sofá/cama bla bla bla nem seus sapatinhos estão na porta (ela pede para que se tire os sapatos ao entrar na casa). Mas a luz tá acesa e a TV ligada. Será que ela foi na esquina comer? Será que foi atender um cliente às pressas? Será que entrou em um armário desses entulhados de coisas?

A Grécia deve ser um lugar muito louco.

11 comentários:

Suely disse...

Ooooooi! ÓI eu aqui trveis... Já havia postado antes... Lembra-se daquela que ficava envergonhada e que tinha dado a idéia de vc ser uma convidada do Jô??? Pois é... Sou eu mesma... E não sou ninguém da Globo tb não...
Estou acompanhando vc!!! Os seus posts estão tal qual uma novela, todo dia eu espero o próximo capítulo...
Estou na torcida por vc...
Beeeeeeijos!!!

Tati Tatuada disse...

Deve ser desesperador quando algo não dá tão certo como estava no script da nosssa pretensa sabedoria.
Nessas horas, só um alento:
Inspira e expira (muitas vezes).
Tudo se resolve Carrie.
Beijos.

Patricia disse...

realmente o Brasil não é o pais mais burocrata do mundo, você não tem noção do que eu passei aqui na França, o quanto de papel pra juntar! Ja escutei a mesma historia de brasileiros na Italia, Portugal, Inglaterra e agora você...
Continuo acompanhando a sua saga e torcendo pra tudo dar certo;)
Muita calma nesta hora!

Joel disse...

Já vi 1000 dólares, mas não digo o valor do depósito inicial ;-p

Bacana o Staples, não? O Office Depot também é bem legal. Mas eu aproveito mesmo é o Home Depot (e Lowe´s mas não tem aí por perto). Ferramentas e acessórios (man stuff, sabe?).

Carrie, a Estranha disse...

Suely,

Ah, eu tb espero pelo próximo capítulo! Rsrsrs...

Tati,

Sim, acho q as coisas vão se resolver.


Patrícia,

É, a princípio parece q foi uma falha de alguém...ou um esquecimento...

Joel,

Humm...eu posso imaginar.

Ah, eu adoraria saber mexer com ferramentas! Só para poder comprá-las e ter a minha caixa!

E aí, vc vem em setembro? Dê um toque!

Bjs

Clara Lopez disse...

carrie, querida, vc não está procurando outro lugar pra ficar, não? estou achando meio complicada essa coisa aí com a roomate. se eu fosse vc já tinha tomado outro rumo, será que é possível?
um abraço, tudo de ótimo, torcendo por você,
clara lopez

Carrie, a Estranha disse...

Ah, Clara é muito pouco tempo...vou ficar por aqui, mesmo. Até eu achar algo já tá na hora de ir embora. E ela é boa pessoa, parece honesta...isso é o q importa!

Bjs e valeu

Joel disse...

More or less. Ficou melhor fazer a volta e SF via Miami. NY anda muito cara. Too bad.

Amana disse...

hehehehe
ao menos as coisas se resolveram na fila antes que o sonho da prova de Química se transformasse num daqueles indo para a escola (1ª série, 7 aninhos em que no caminho vc percebe que está sem calcinha. De sainha... terror totalllll!!!
relaxe, depois que vc tiver sua carteirinha, tudo vai parecer uma sessão da tarde!!!
bjks, mana

Canimo disse...

Eita, trés chic, my dear!

Aproveite tudo e estude pouco...hehehehehe

Kisses, kisses!

Anônimo disse...

Tenho certeza que a Grecia eh um pais de loucos...conheco um aqui piradinho...(Alguem assistiu Shirley Valentine? heim mocada???? todo mundo MUITO jovem p'ra terem assistido a esse filme)...,mas tudo bem....e por ser um pais de loucos, eh que eu resolvi morar la na minha velhice...(rsrsrsrs deixo eu falar baixo se nao vao pensar que eh brincadeira e eh serio...)
beijos, sweet heart....Hetie