quarta-feira, agosto 29, 2007

Ainda sobre o efêmero da vida...


João Francisco e as folhas secas


"(...) Domingo de manhã, estávamos na frente da nossa casa onde tem uma grande árvore. João Francisco é encantado pelas folhas secas caídas no chão e, se deixar, fica horas brincando com as mesmas, balbuciando seus “us” e “bas”. Fiquei olhando-o sentadinho debaixo da árvore e observando suas reações (passatempo preferido de pai). De repente deu um vento forte e caíram mais algumas folhas secas no chão já cheio delas. João Francisco olhou bem para o alto da árvore, olhou para as folhas no chão, olhou novamente para o alto da árvore e, vendo que as folhas vinham lá de cima, não hesitou em usar a palavra mágica: "Dá, dá, dá..."Ele queria ganhar mais folhas secas e sabia que a árvore é quem as daria, mediante seu pedido..."


Daqui. De onde mais poderia ser? Não se esqueçam: o lançamento do livro de poesias dele na Bienal é dia 16/09, um domingo. Ensinamentos de amor. Marquem em suas agendas. Nos vemos lá.

Um comentário:

Milema Medeiros disse...

Vi as fotos do Joao Francisco no orkut da M. Zélia e do júlio e estou apaixonada por ele. Lindo d+!!!