quarta-feira, abril 18, 2007

Piedade, Senhor! Misericórdia!

Caralho. A quantidade de bosta que as pessoas falam/escrevem deveria ser limitada. Uma determinada cota por pessoa. Tipo o meu novo plano Vivo Controle. Passou da cota, o celular trava. No caso de seres humanos, falou uma merda muito grande: choque elétrico. Tzzz. Não pode, minha gente. Não pode....Não pode sair escrevendo merda por aí impunemente...não pode...bloqueia esse povo. Bloqueia. Deu pobrema. Só pode.

Qual o critério que eu utilizo pra chamar as escrituras alheias de merda e as minhas não? O meu, claro. O blog é meu, a brincadeira é minha, eu sou a única pessoa sã do mundo e aqueles homens de branco são meus empregados que estão vindo com milk shakes naquelas seringas.

9 comentários:

Cris disse...

ahauhuahauhauhauhauha! a minha perna tá roxa, quase preta e linda e dói pra caralho, mas vir aqui pela manhã faz o meu mundo melhor...


=]

Greice disse...

Vou comentar tudo aqui porque estou com preguiça de descer e comentar nas caixinhas certas, ok?
Primeiro amei seu texto sobre a paixão pela leitura. Eu leio tudo 9até bula de remédio) desde os 7 anos, e nunca tive quem me ensinasse o que é clássico e o que não é. Eu lia pelo prazer de ler, li coisas chatas, autores desconhecidos que amei, romances bobões na adolescência... e todo mundo achava que eu lia demais porque não achava um anamorado pra ocupar meu tempo. Na verdade eu não achava um namorado que tivesse "viajado" tanto quanto eu nas leituras pra me acompanhar. E quando comecei a ler pros vestibulares, brochei legal, era um livro pior que o outro! Resumindo tudo isso, parabéns pelo texto, e posso linkar pro meu blog?
Quanto ao seu big brother particular, eu estou sempre aqui porque adoro tudo o que vc escreve, mesmo quando discordo.
E sobre esse último post e as merda que as pessoas escrevem, não se preocupe, vc está sempre certa. (melhor não contrariar).
bj!

Anônimo disse...

"empregados que estão vindo com milk shakes naquelas seringas. "
Um dêles era eu.(hahahaha)

Big Sister sem Alemão não rola.
Mas se eu for Menina, brocha, se for irmão, não rola, se for homem, posso ser Diego Santoro? Quiçá, Rodrigo Gasgues? Em qualquer um sou 300, mandando beijos para papai, mamãe e a torcida do Voltaço!

Uhu, Volta, sem Iguaçu!

O Anônimo geralmente é assexuado,mas que bom ser a outra banda do seu feijão (ui), a havaiana do seu pé, o chicletim mastigado do seu criado mudo, a colher de pau do seu mungunzá...

Já pensou em escrever Crônicas?
Cabedal você tem. (cabedal foi fóda;/)

Maligrino(a)

Carrie, a Estranha disse...

Oi, Clis!

Q bão, bão.


Greice,

Legal! Q bom q vc gostou! É, eu detesto essa coisa de acharem q quem lê não tem mais nada pra fazer ou não tem vida social. Relou! A gente é intelectual, beibeee!! Rsrsrs...Sim, link à vontade! É um prazer...

Maligrino(a),

Peguei uma pista sobre vc. Talvez bastante reveladora. Vc acentua palavras que outrora (outrora é bom, fala a verdade?) eram acentuadas, mas não mais são, tipo "deles" e um outro ex ali embaixo q eu não me lembro (fóda, que eu saiba, nunca teve acento). Isso demonstra q vc tem mais de 50 anos. No mínimo. Tudo bem. Meus amigos dizem q eu tenho 80, D. Henriquetta, 87; na vida "real" 30: acho q fecho numa média boa.
Só falta saber agora, como diz o Silvio, se mora perto e a altura regula! E, é claro, se vc é um psicopata desses do Linha Direta q mata garotas ingênuas q conhece pelo Orkut!
Mas, como nosso amor é platônico - mesmo porque posso estar cometendo incesto ou lesbianismo - tudo bem! Pode ser psicopata, tb!

bjs a todos!

Carrie, a Estranha disse...

PS:

Amiga (o) Maligrina (o),

Seu eu já pensei em escrever crônicas? SE EU JÁ PENSEI EM ESCREVER CRÔNICAS???!!! Hahahaha...eu já pensei em escrever crônicas, contos, livros, épicos, romances; já pensei em dominar o mundo; em ser atriz; em ser jornalista; em me filiar ao Greenpeace e me amarrar a árvores; em ser freira; em me mudar pro Tibet e entrar pra um mosteiro; em entrar pro Itamaraty...o que eu ainda não pensei em fazer? Mas entre pensar e fazer; entre saber fazer e dar certo há muita coisa em jogo.

bjs

Anônimo disse...

Fóda sem acento, é uma foda com assento ruim :/)

Os acentos não me revelam nem me traem, (hahahaha) mais de 50 o quê? Anos? Devo ter qualquer coisa entre os 80 e 90 do Rubem!

Eu sei que você quer dominar o mundo e usurpar o poder dos gnomos, sei também que os duendes que viram suas faxinas pelo avesso são cúmplices da sua teoria sobre os homens intelectuais. Varrendo-os, impiedosamente para baixo do tapete, para mais tarde devora-los com vódca!

Se eu conseguir manter o segredo por mais dois dias lendo sei que você me decifra, ó musa! (hahahaha)

Maligrinamente...

Carrie, a Estranha disse...

Maligrino (a),

Valeu a tentativa da piadinha. Nem sempre se acerta todas, não é verdade? Mas é importante perseverar.

Você é psicopata, tive certeza.

Odeio vódka.

Cara, eu vou te enfiar a porrada se vc for meu irmão engraçadalho (e eu tenho cada vez mais certeza q é. Ou não. Sei lá).

bjs

Anônimo disse...

O Baru?

ahahahahahahahaha

Maligrinum

Carrie, a Estranha disse...

Humm...então não é. Se fosse vc deveria saber q o Baru é...minha irmã! Sim, por mais estranho q isso possa parecer, minha irmã tem um apelido no masculino. A não ser q vc esteja me confundindo deliberadamente, mas não creio.

É... vc não é a mamãe, não é o meu irmão, não é meu Baru...acho q vc realmente é apenas o(a) Maligrino(a).

Enfim. Tô com sono. Cansei de brincar por hoje. Amanhã a gente continua.

Bj.