segunda-feira, junho 04, 2012

Enquanto isso...

Numa livraria:


Formiga Irmã: Fumiga! Achei o livro que vou te dar de presente: "Pequeno guia para pessoas inteligentes que não estão dando certo".


Pândega, essa Formiga Irmã.


Não que ela ache que eu "não estou dando certo". Mas ela sabe que EU acho isso. Pelo contrário, ela sempre me lembra de como a vida é um processo e bla bla bla.


* * *

Isso me lembrou um outro caso. A mocinha da xerox que eu utilizo com frequência (a xerox, não a mocinha), estudou comigo durante algum tempo do colégio - ginásio? acho que era assim que se chamava. Sempre vou lá para xerocar currículo, documentos e, dentre eles, diplomas (graduação, mestrado e doutorado). Aí um dia resolvi comentar com a minha mãe:


- Puxa, mãe. Será que ela fica pensando "nossa, a Carrie tem tantos diplomas, estudou tanto, e eu aqui, trabalhando como atendente de xerox"?


Formiga Mãe, sem pensar duas vezes:


- Claro que não. Ela deve pensar "coitada dessa menina. Com  tantos diplomas, estudou tanto  e não consegue nada".


Tu-tum-táááá (som de prato encerrando a piada)


Estou cercada de pândegos. 


* * *


Como diria uma amigo da Andrea Batalha: "ter uma inteligência acima da média é como estar preso num engarrafamento".


E a média anda tão baixa que qualquer um tem uma inteligência acima dela. Mas isso não adianta muita coisa, porque você só pode andar de primeira.

6 comentários:

Gazzy1978 disse...

Cara, às vezes, inteligência enche o saco. Daí te dá um PUF! - e vc tá lá, vendendo côco em Ipanema (ou, numa versão mais pobre, vendendo churros de chocolate e doce de leite, em Matinhos - PR).

www.falagrasi.blogspot.com

Nayara disse...

Nunca esqueço de um rapaz de um projeto social no qual trabalhei. Ele dizia que ser inteligente é uma droga e uma grande crueldade do universo pq serve simplesmente pra termos a exata noção de tudo que não podemos/conseguimos fazer, de todas as rasteiras da vida, de todas as pequenas porradas que levamos, entre elas, as milhares de oportunidades que nos são negadas, por um motivo ou outro.

Concordo com ele e sinto que meu motor anda cada vez mais forçado de tanto andar na 1ª.

Bj e muita saudade dos seus textos! :)

Nayara (ou Paola Bracho *vergonha, a gente vê por aqui* kkkkkk)

Marcelo Carahyba disse...

Hahahahaha, genial.

trinity disse...

Confesso: Me sinto como vc imaginou sobre o q possivelmente sente a moça do xerox.

Patricia disse...

é isso mesmo!
happiness in intelligent people is the rarest thing i know - Hemingway.

Daniele C. S. disse...

Isso me dá mais vontade de largar tudo, acampar na praia de Boa Viagem e viver de vender pulseirinha.