segunda-feira, agosto 29, 2011


Ai. 

Ai.

Ai.

Muito reclamona, hoje. Muito. Tenho tanto, mas preciso de tanto mais...e nada material. Preciso principalmente de calma. Paz. Tranquilidade. E disciplina. A porra do caralho da disciplina. Sério, caras, eu cheguei a pensar seriamente se eu tenho DDA. Eu simplesmente não consigo terminar nada. Aliás, nem começar, ultimamente. As tarefas de acumulam porque eu simplesmente travo. Chega um momento em que eu travo. Foi igooooalzinho à época do vestibular. Depois aconteceu em alguns outros momentos, mas de forma mais branda. Como é pra vocês que têm DDA? Vocês eram bons na escola? Eu sempre fui ótima e sempre achei que o DDA interferia na escola. Como o Ricardo era, Ila? Ele não parece do tipo "mau aluno" ou com "problemas de aprendizagem".

Mas, sei lá. Acho que já teria manifestado em outros momentos da minha vida, né? Acho que eu teria tido problemas de aprendizagem. Se for assim, toda criança que deixa dever de casa pra última hora e se enrola tem DDA. E sei que, no meu caso (NÃO ESTOU FALANDO QUE SEJA O CASO DAS PESSOAS QUE TÊM DDA) seria bem mais fácil tomar um remedim e plim, tudo sumir (ok, eu sei, por experiência própria que os remedins não fazem as coisas - plim  - sumirem, mas seria alguma explicação plausível para o caos que se instala a minha volta).

A verdade é que eu sei muito bem porque estou assim. Só que não posso fazer nada a respeito no momento, a não ser esperar. Tem horas em que tudo o que você pode fazer é deixar o tempo passar e aproveitar o dia a dia da melhor maneira.

Só que eu não consigo. Eu simplesmente não consigo.

Merda. Caralho. Buceta.

18 comentários:

ila fox disse...

Orá!

Bão, perguntei prele aqui, e ele disse que na escola ele era um aluno muito bom, mas pode ser que na época ele ainda não tivesse DDA. Ele diz que só foi desenvolver isso na faculdade, e aí o negócio desandou geral. Ele sentia que ainda era um bom aluno, que aprendia, mas as notas caíram. Como se tivesse perdido o controle.

Ele tbm disse que tem muita coisa que parece DDA e não é DDA, por isso seria bom vc ir num médico mesmo, pq pode ser só uma ansiedade, stress, alguma parada hormonal...

Carrie, a Estranha disse...

Uia! Eu achava q DDA era uma parada sei, lá, congênita. Vc nascia com aquilo.

É, no fundo eu sei q é "apenas" depressão. Como diria o Renato Russo, "parece cocaína, mas é só tristeza". E aumenta com stress, ansiedade, essas paradas.

Obrigada.

Bjs

Gazzy1978 disse...

"A" desinformada: o que vem a ser DDA?

Me solidarizo contigo, estou passando por isso nesse momento... De vez em quando passa, mas é só pra enganar a torcida. E o detalhe: sempre tenho prazos e prazos pra cumprir. Afe.

Anne Hauf disse...

Que DDA, o quê... Quem é DDA, nasce DDA, morre DDA. Ninguém vira DDA na faculdade, sorry.
O nome disso é angústia, ansiedade, ou tudo junto!!

Mama and Papa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mama and Papa disse...

Carrie querida do coração..

Se preocupa não!!! acho que é stress mesmo, como a linda da Ila falou e o Marido explicou ...
A gente tem isso de vez em qdo...eu tb sou/era/fui professora ate a semana passada e "loucamente" desisti pq não "guentava" mais não...Vou te contar que, como vc e outros tantos, aqui, decidi não dirigir...ora, dirigia/dirigi dos 18 aos 49 anos...um bom tempo, não? Nunca tive problema. Nunca bati. Ai no BR, passei na primeira... Ai, por questões profissionais (desisti da carreira e fui trabalhar num office) vou ter q tirar a carta....sabe o que aconteceu: tive q fazer 3 vezes a prova escrita para passar....e NAO passei no teste de direção.... na prova escrita, me deu 'BRANCO TOTAL".... nao lembrava ABSOLUTAMENTE NADA....no exame de vista?... FALEI TODAS AS LETRAS EM PORTUGUES!!!!!....MADONA MIA...meu marido me perguntou na frente daquela gente toda (espanos, americanos, etc, etc...: VOCE ESTA LOUCA???)....TRAVEI BONITO...pois é, minha filha...será que é mal de professores, ou mal dos tempos "mudernos"... que nos deixam assim...??? bom, sexta lá vou eu para a prova de trajeto de novo...Cuidado, por ai, moçada, de repente, despenco ai no BR e nem sei como...rs
Beijos, e relaxa, Carrie querida do coração..vem passar uns dias aqui em casa e tudo fica bem... descansar uns dias aqui na praia..., sol...sorvete, chops (esquece q vc não gosta do calor, pq aqui faz um calor tremendo mas é muito bom...
Hetie

Carrie, a Estranha disse...

Ai, q delícia, Hetie! Não vc não passar na prova, mas o calor-bom-com-sorvete e vc falando em português na prova! Rsrsrs...desculpe, mas foi engraçado. Tenho certeza q vc vai conseguir, beibe.

Anne,

É, eu tb achava isso, but...não entendo picas do assunto.

Grazzy,

DDA = Distúrbio de Déficit (como escreve mesmo?) de atenção.

Bj

Silvana disse...

Dá a mãozinha aqui, calega, e vamos ladeira acima porque a coisa aqui também tá feia. Eu só queria poder parar um pouco. Have a break, have a kit kat, hahaahaha.
Já dizia Quintana:
"Toda a tristeza dos rios é não poderem parar."

Beijos

ila fox disse...

Carrie e Anne Half,
Acho que o lance é que, quem tem DDA nasce com uma predisposição para a doença, mas só desenvolve em algum momento específico da vida, seja na infância ou só na fase adulta.

Qualquer coisa leiam este estudo, da associação pediátrica americana. onde diz que o disgnóstico de DDA para adultos existe. Ou seja, algumas pessoas só desenvolvem DDA na fase adulta: http://ajp.psychiatryonline.org/cgi/content/full/163/10/1720

Ricardo Bittencourt disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo Bittencourt disse...

Oi,

ADHD é um diagnóstico muito difícil de validar, porque tem um monte de outros problemas que se parecem com ele. O que eu recomendo é dar uma olhada na tabela de sintomas do DSM-IV e ver se você se identifica com o que está lá:

http://borntoexplore.org/DSM.htm

Note que se identificar com o DSM-IV não significa que você realmente tenha a doença, a única pessoa que pode afirmar isso é um profissional qualificado. Na dúvida, marque uma consulta com um psiquiatra.

Fulana disse...

acho que a gente sofre do mesmo meta-DDA ou sei lá mais como chamar. só sai quando a água já está muito na bunda!

Carrie, a Estranha disse...

Valeu, Ricardo. Valeu Ila. Sim, eu já fui me profissionais.
Fulana,
Toca aqui amiga!
Silvana
E só piora!

Mama and Papa disse...

Carrie querida do coração...

queria contar que eu passei no exame da Drive License...
UFA!!!!!

Beijos.
Hetie

Carmen disse...

Querida A. (me perdoe, mas adoro seu nome, e sempre te cito por ele), há muito não lia seu blog.E estou há horas rindo, me emocionando, acenando com a cabeça e achando que puta que pariu, a vida é bela, como diz amiga Roberta.Vc não tem DDA, vc tem CMF (Cabeça Muito Foda).E adotei pra minha vida o Merda.Caralho.Buceta.

Beijos da negligente mas sempre leitora

Carmen

Gazzy1978 disse...

Mas cê volta, né...? Lembra aquela música do Charlie Brown Jr. "mas ela vai voltar..."

Anônimo disse...

Carrie, tomei isso como filosofia de vida e sou bem melhor atualmente: "Existe solução para tudo nessa vida .... Se a solução não for o tempo, existe o foda-se."

Pense nisso!! Bjo
Raquel SP

Neanderthal disse...

Oi carrie, eu esperei para ver os comentários aqui antes de postar. Já falei antes que sou TDA, né!
Então, eu sempre tive problemas na escola relacionados à disciplina e ansiedade. Mas isso não interferia na nota. O problema é que os professores costumam achar que o bom aluno é aquele que fica quietinho na cadeira por serem mais fáceis de controlar. Sempre tive boas notas, mas na hora do conceito e nas reuniões de pais, minha mãe sofria por causa da minha inquietação.
Sempre achei que as pessoas nascem com TDA e que nem sempre descobrem logo na infância. Muita gente só descobre depois de adulto por causa das comorbidades. Por não se tratarem, começam a ter uma série de outros problemas relacionados a isso.
Eu sou uma adulta com TDA e aprendi a lidar com isso e não usar como desculpa. Mas já tive problemas com até na faculdade, no mestrado e por isso me sinto com 4 aninhos quando preciso avisar meus professores sobre esse probleminha. Porque por incrível que pareça, os profissionais de educação, que são os que mais se deparam com esse tipo de situação, também não são preparados para lidar com isso.
Eu me sinto como se estivesse ligada a 220V. E tem hora que isso cansa!
Acredito mesmo que pelo que escreveu seja apenas problemas relacionado ao stress. Vários amigos meus que dão aula se sentem pressionados dessa maneira. Aliás, acho que todo mundo que tem muitas responsabilidade.
De qualquer maneira, boa sorte e procure alguma atividade que te dê prazer e tente relaxar. Correr, sair com amigos e bejar na boca são ótimas opções. Mas nada como um bom psicólogo para identificar o que é mais adequado para o seu caso.
Beijo grande