segunda-feira, outubro 26, 2009

Gente. O que é Poder Paralelo, novela da Record? Chego do silvisso e vou comer, ligo a TV da cozinha (que não tem Net). Já acabou a insípida novela Global e às vezes está num programa chato na Globo (Formiga Irmã detesta Casseta). Daí a gente bota em Vende-se um véu de noiva, novela da filha do Sílvio Santos ou em Poder Paralelo. A que tiver em uma cena mais bizarra no momento.

Sobre o que é Poder Paralelo? Sobre o improvável, o inimaginável, o perderam-completamente a noção. É sobre a máfia. A máfia italiana. Só que no Brasil.


Oi?

Quer dizer, com um crime organizadíssimo como nós temos, com uma polícia cuja única diferença para com os ladrões é a farda, com histórias bizarras prontas nos jornais todos os dias as pessoas vão buscar inspiração na máfia italiana! Que, cá entre nós, é pinto perto do tráfico brasileiro.

Meu Deus.

Aí pensei e me dei conta do porquê desse absurdo. A Record já tem/tinha um seriado policial que faz/fez sucesso que é “A Lei e o Crime”. Daí eles quiseram permanecer nessa temática, mas não podia invadir o tema do seriado. Daí resolveram colocar a máfia italiana. Eu até pensei que era o seriado da Record, “A Lei e a Ordem” que tinha mudado de nome, virado novela e mudado os atores. Afinal, não podemos esquecer que a Record é a novela dos Mutantes. E a novela onde os Mutantes eram uma novela chamada Caminhos do Coração, cujos personagens eram normais e viraram Mutantes do nada e a novela acabou e ressurgiu como outra coisa – como se emplacassem uma Caminho das Índias agora, só que os indianos fossem todos seres de outro planeta e a novela passasse a se chamar Os anéis de Saturno. Mas não. Se trata mesmo de uma novela cujo plot é “máfia e a espontaneidade do povo italiano”. Acho que o próximo será sobre os samurais japoneses do bairro da Liberdade e daí pra pior.


E as atuações? Cara...é nessa hora que você vê que realmente um diretor faz toda a diferença. Atores outrora bons são vistos em atuações, pra dizer o mínimo, constrangedoras e, no máximo completamente canastronas. O que, em tempos do casal mais sem química que já existiu ocupando o horário nobre da Globo (Helena-Marcos), é um bálsamo. Sim, porque essa novela da Globo é a mais insuportável de todos os tempos. Acho que só minha mãe e o Tio Magno ainda assistem. É ruim demais. Os atores estão trabalhando tão mal, mas tão mal que diz Formiga Irmã que até o bebê filho da irmã da Taís Araújo trabalha mal.

E a mãe da Taís Araújo? Gente, ela já tinha cometido um papel antes em outra novela do Manoel Carlos, se lembram? Ela era a amiga da Sócana (a Santana, personagem da Vera Holtz). Cada vez que ela pegava a Sócana bêbada e ia brigar com ela eu não conseguia distinguir a expressão dela de riso pra de choro. Alguém podia avisar aquela mulher que ela não tema a menor condição de contar nem mentira, quanto mais história e ainda por cima em horário nobre. Bora arrumar outra profissão. Um concurso público, quem sabe?

Não sei o que eu gosto mais em Poder Paralelo: a trama bizarra, o sotaque italiano (acui no Brasile!!!) ou as atuações e diálogos assutadores.

E sabem como se chama o personagem principal? Dom Caló.

Deixa eu ir que um dos filhos do Dom Caló tá na adega da família quebrando todos os vinhos do pai enquanto a família decide se embarca pra Itália (fugindo dos temorosos mafiosos do Brasil) ou se voltam pra casa dele. Quebra não, fio. Bebe. Bebe que é pra esquecer que você tá nessa novela.

É por isso que continuo minha campanha: volta Lídia Brondi, volta!

8 comentários:

Anônimo disse...

Alo, alo, carrizinha:não te falei? ator de tv nõ nasce pronto, é fabricado e, depende da fábrica e a fábrica tem que ter ISO senão o ma-
terial é de segunda - ou terceira.
Aparece la no msn
Beijinho
M.Alice

tak disse...

Pois é, Carrie. O que falta nesta novela é o Frota!!! Bjo!!

ila fox disse...

As vezes eu esqueço a TV ligada depois do Jornal Nacional (força do hábito, eu gostava de Caminho das Indias).

Mas tem horas que é até divertido assistir esta novela viu? só pra botar defeito e rir das atuações.

Acho engraçada as cenas do Zé Mayer. Teve um dia que, sério, ficou uns três blocos da novela ele beijando a menina lá. No capitulo seguinte foi mais três blocos mostrando ele de lancha com o vento nos cabelos. Aiai viu... cada coisa.

Milema disse...

Menina. Quarta feira as vezes vejo um pouco dessa novela tb, pq tem futebol. É dolorosa. Bizarra.
Agora sobre a globo. Adoro as novelas do Manoel Carlos pq sao no leblon, gente rica, bonita, feliz, mas essa tenho q confessar que ta difícil. Essa helena ta me cansando a beleza. A mãe dela eu coloco a TV no mudo qdo aparece.
Só gosto msm da menininha má.

Blue disse...

O pior é que eu acho que assistiria uma novela sobre samurais japoneses no bairro da Liberdade. Pior do que essa da Globo não seria.

Pois é, sou parte do problema.

Docinho de abacaxi disse...

HAHAHAHAHAHAHAHOHOHOHOHAHAHAHAHA!
E mais uma vez o dia (a madrugada) foi salvo pela Carrie White!

Lilith disse...

Eu também gosto das novelas do Manuel Carlos...mas essa estádifícil mesmo...para vc ter uma idéia nem minha mãe que é super, hiper, mega noveleira está assistindo...hahhahha

Bracho disse...

Menina...essa novela italiana é podre!! Gracindo Jr com aquele sotaque...niguém merece!!! kkkk

Sobre Viver a vida...só tenho a lamentar..só olho quando mostra Petra e mesmo assim com esforço para ativar meu photoshop mental e apagar Aline Moraes e Taís Araújo da paisagem....kkkkkkkkk

Bj!