sexta-feira, maio 22, 2009

Soluções velhas para novos problemas (ou soluções novas para velhos problemas)


Descobri a solução para os meus problemas: vou ser Amish. Pensem bem, amigo leitor, amiga leitora: todos meus problemas seriam resolvidos se eu fosse Amish.

Eu não precisaria trabalhar fora. Apenas cuidaria do lar. Tudo à mão, porque, como vocês sabem, os Amish não admitem o uso de nenhuma máquina que facilite o trabalho humano. Mas eu adoro uma faxina. Sem contar que eu não precisaria ficar bonita, gostosa e cheirosa, já que os Amish proíbem tudo que é supérfluo. Muitos menos gastos com tudo. Menos estresse. Então eu não me importaria de fazer trabalhos braçais o dia todo, afinal, não teria que fazer os trabalhos braçais E trabalhar fora de casa E ir à academia E me preocupar com as celulites etc etc. Seriam só e somente só os trabalhos braçais. Então eu ainda ficaria saradona.

O problema do peso também seria solucionado, já que eu ia usar aquelas roupinhas fofas, vintage total, compostas de preto dos pés à cabeça, toquinha branca e sapatão preto pesado. Suuuuper tendência.


Eu não poderia dirigir, mas eu já não dirijo e detesto carro. Ia me amarrar numa carroça. Guiaria meus dias não mais por prazos, mas pelas colheitas, teria filhos loucamente, me casaria com um Amish (e eu sou super a favor de casamentos arranjados, acho que são os que tem maior chance de durar), me reuniria ao redor do fogo para contar histórias, aprenderia a costurar. Louvaria ao Senhor. Tudo à luz de velas. Ah, e também falaria alemão e aquele dialetozinho deles, tipo um holandês.

Só ia sentir falta da internet, da TV e do álcool.

Procurando um pouco mais sobre os Amish para colocar aqui pra vocês achei esse blog de uma brasileira que mora nos EUA e visitou uma comunidade Amish. Confiram.

Só tem um problema: não existe Amish no Brasil. Melhor ainda. Eu vou ser a suprema fundadora e por isso mesmo vou introduzir algumas mudancinhas, como luz elétrica, internet e TV à cabo.

Me aguardem.

10 comentários:

Layana Lossë disse...

me chama pra essa tua colônia amish aí ^^

Lívia Novaes disse...

Tô com você nessa também! =)

Patricia Scarpin disse...

Posso me candidatar a fazer parte da nova comunidade?? :D

Ando lendo o teu blog há um tempinho e adoro!

Carrie, a Estranha disse...

Patrícia!

Susie Derkins! Eu amo a Susie Derkins! E a historinha q eu mais gosto dela é a do ponei. Ela está puta com o Calvin e fica resmungando sozinha: "maldito Calvin. Eu gostaria de ter um monte de amigos. Aí eu e meu monte de amigo iríamos fazzer um monte de coisas legais e não chamaríamos o Calvin". Aí ela vai viajando no monte de coisas legais q ela faria se tivesse amigos. Aí no final ela diz: "eu tb queria ter um pônei". Aí minha irmã, qdo eu começo a delirar, sempre me diz: "e um pônei, vc não quer não?". Hahahaha...

Seja bem-vinda! No blog e na minha comunidade Amish.

Lívia e Layana,

Já estou estudando locais para fixarmos nossas bases.

Bjs

Lilith disse...

Me inclue nessa também Carrie...hahhah

Patricia Scarpin disse...

êêêêê! :)

Também adoro a Susie - uma das tirinhas de que mais gosto é uma em que ela diz pro Calvin que tem uma tartaruguinha no riacho, que é super legal e tal. E ele diz "e daí? quem se importa? Uma estúpida tartaruga!".No último quadrinho ele está agachado rente ao riacho, mexendo com a tal tartaruguinha e ela aparece ao fundo, gritando "Ha!"

Amana disse...

Os Amishs sao aqueles do filme "A Testemunha"?
maneiro... mas meio paradao...
ah! eu tenho uma amiga aqui, da faculdade, que foi criada em uma comunidade religiosa no interior dos EUA - nao chegava a ser Amish, mas era beeeem careta. A melhor parte foi q ela foi expulsa da comunidade! E eu ganhei uma amiga! hahaha
beijosss

Ila disse...

Sem internet não rola. O vício não deixa ficar sem. :-P

Camila disse...

Carrie, dear, falar alemao tá mais pra castigo do que qualquer outra coisa... Antigamente, cá por estas bandas, dizia-se que às mulheres cabia o KKK (Kirche, Küche, Kinder - Igreja, Cozinha, Criancas). Mesmo depois desse tempo todo por aqui, continuo nao curtindo muito a língua... Pq nao inglês? ;-)

Anônimo disse...

Legal, mas você não deve esquecer de inserir álcool. Pelo menos, um vinho. E alguns amish já usam Internet. Eles têm um site (que nem sempre funciona) amishstore.org, onde vendem objetos diversos para levantar uma renda. Nem só de trabalho no campo e colheita vivem os amish.