terça-feira, junho 24, 2008


Ah é. Outro tipo de gente que eu detesto em orkut são os conspiratórios. Calma. Explico. Não se trata de gente que acha que o homem não foi à lua e que a AIDS foi criada em laboratório – esse tipo de gente eu adoro. Falo do tipo de gente que acha que a sua (sua não, leitor. Dela) vida é tão importante que desperta inveja nos outros. E a pessoa fica tão, tão, tão preocupada em se afastar dos invejosos que despende mais energia nisso do que em cuidar da própria vida – levando a crer que quem se preocupa demais com a vida alheia é ela e não os outros que supostamente teriam inveja dela.

Pra começar: acreditar que alguém, algum ser, alguma entidade tem o poder de influenciar na sua vida pelo simples fato de existir ao seu lado é confiar pouquíssimo no próprio taco. Caso existam “energias” é lóóógico que eu vou acreditar que as minhas são mais fortes, neam? Bom, pero no creo. Mas caso cresse – existe essa conjugação? – eu venceria. Eu e o Gorpo achamos que o “Bem vence o Mal, espanta o temporal, o azul e o amarelo, tudo é tão belo!!”.

Em segundo: coisa de pobre esse negócio de acreditar em inveja e mau olhado. Fala sério. Me lembra aqueles adesivos de “a inveja é uma merda” e “não me inveje, trabalhe”. Aí você olha e é uma Kombi 87 ou um gol com luz azul e vidro fumê. Não fode né, companheiro? Inveja de você? Você possui espelho em sua residência?

Isso é se levar a sério demais, vocês não acham? Acreditar que você é tão importante a ponto de ser alvo de fofocas e intrigas e inveja...por incrível que isso pareça eu sou uma pessoa muito simples. Não me julgo tão importante a ponto dos outros terem inveja de mim, não.

Além disso, acho que a gente às vezes enxerga no outro o que projeta – humm...momento Lair Ribeiro...eu não sei porque eu não fundo uma seita.

Enfim, o mundo é estranho, como diria Roberta Carvalho, Homem é Tudo Palhaço e como tem gente brega no mundo. Coisa horrorosa!


***


Adorei um leitor que deixou mensagem pra mim no orkut dizendo que meu senso de humor parece com o da Sarah Silverman http://en.wikipedia.org/wiki/The_Sarah_Silverman_Program. Vi pouco do programa dela, mas o que vejo gosto. E me identifico bastante com o humor “loser” dela. Tem mais de 30, mora coma irmã, é solteira, sua vida a amorosa mais parece um B.O. policial...qualquer semelhança é mera coincidência. Só não acho que eu seja tão escatológica quanto ela. Rude, sim. Pero sin perder la hijiene jamás!

Na descrição do programa há “uma versão ficcionalizada dela mesma”. É isso que eu sou, leitor! Uma versão ficcionalizada de mim mesma! Não quer dizer que tudo que eu escrevo aqui seja mentira. Mas eu me escondo em tantos eus até que ninguém perceba qual deles sou eu mesma – muitas vezes nem eu mesma. Todos e nenhum. Ou todos somos um, como diria o Jorge Vercilo (e a Xuxa: e juntos não existe mal nenhum!).

***

E o mais engraçado é que gente super legal e gente boa vira um ser bizarro no orkut, né? O que me faz pensar que também devam achar isso de mim.

E você, Carrie? Acha que é muito legal, né? Não leitor. Eu não sou legal. Eu nunca enganei vocês – tá, às vezes. Há quem me ache arrogante. Sou bastante caipira. Rude. Grosseirona. Ainda me encontro acima do peso (mas já foram 10 quilos, não nos esqueçamos). Mas brega, não. Miguxa, não. Nunca vocês me verão em uma comunidade do tipo “sou pra casar, mas não agora”. Quer dizer: a pessoa quer ser putinha e santinha ao mesmo tempo, né? Não caga nem desocupa a moita. Não fode nem sai de cima (nesses momentos é que eu vejo porque o leitor me chamou de Sarah Silvermam).


***

E eu tenho um capítulo para terminaaaaar...lararirarááá. E amanhã eu vou pro Rio e ficar até quinta e sei que não vou conseguir escrever nadaaaaa. La láaaa. Como terminar se eu passo duas horas para escrever um e-mail em inglês querendo saber se o prédio tem elevador?

***

Ah é. Mais uma coisa que eu me pareço com a Sarah Silverman. Se a minha vida fosse uma série a minha irmã mais velha – Formiga Irmã – também interpretaria a minha irmã mais nova.

Dãã.

3 comentários:

Anônimo disse...

Vc tem um ótimo ponto de vista Carry!!!
Obrigado pelas suas palavras.
Com certeza, vc anima muita gente que nem connhece!

Taísa disse...

Hahahahaha !! Concordo com vc !! Tem um povo q é capaz de ficar se achando ATÉ no orkut !!!

As únicas "precauções" q eu tomo são coisinhas básicas pra não me expor a ponto de correr riscos, mas nada de achar q todas do orkut visitam minha página pra fuçar na minha vida !! hahaha !!

Continue escrevendo... me divirto bastante lendo !

Bjosss !

Andrea disse...

hahahaha...Narjara Turetta faz parte da comunidade "Sua inveja faz a minha fama". Porque TODO MUNDO um dia já sonhou vender coco né, minha gente?

Já eu tô firme e forte na "Detalhes que estragam perfis". O último homem interessante que eu conheci tinha uma letra da Vanessa Da Matta no about me e fazia parte da comunidade "Curto armas, sim, e daí?"

E faz um adendo nesse texto sobre os safados que estão na "quero um amor para a vida toda" e "amo dormir de conchinha"

Em verdade vos digo que todo mundo no Orkut é FAKE!