quinta-feira, dezembro 13, 2007

Falando sério


A questão da CPMF se tornou algo, como quase tudo em política, que não faz a menor diferença para a população. Dizem que os produtos devem abaixar um pouco, porque pagávamos taxas embutidas nos produtos por causa da CPMF. Alguém aí acredita nisso? As pessoas que a criaram, hoje são contra e quem era contra, quer manter - como disse a Bella ali nos comentários. De onde você conclui: tem alguma coisa muito errada.

Vai fazer falta? Sim. Mas se pensarmos que, junto com quase todos os impostos que pagamos, esse era mais um que NÃO era empregado no que o Estado deveria nos dar, a gente fica pensando: vai fazer falta? Não. Afinal, já não era aplicado em saúde nem em nada.

Vão criar outro? Claro. Que também será NÃO utilizado pelo governo.

O Lula tinha dito que ia utilizar a CPMF na saúde. Quarenta milhões na saúde. Ué, mas não foi ele que, um tempo atrás, disse que tínhamos um sistema de saúde perfeito? Então pra que usar 40 milhões em algo que já está perfeito?

O problema no Brasil é que todas as soluções viram problema. O provisório vira definitivo, enquanto a lei, o ordinário, vira exceção. Precisaram baixar uma portaria no Pará dizendo que menor, ainda mais do sexo feminino, não pode ficar em cela com adultos homens. Quer dizer: baixa-se uma portaria que diz o que a lei já diz – e não é cumprida.

E a aprovação da população ao governo Lula cresceu.

10 comentários:

Bella disse...

pois é carrie, aqui no brasil se paga td em dobro. de repente a CPMF em si nem vai msm fazer tanta diferença direta na minha vida, mas não importa. eqto eu tiver q pagar plano, não quero pagar isso não. se eu tivesse q pagar plano mas soubesse q outras pessoas não, tb poderia até apoiar. mas o dinheiro q seria para saúde, não foi... foi para aonde? isso é q é revoltando. não é o imposto em si, mas vc pagar um imposto para determinada coisa e essa coisa nunca sair do papel. é como se estivessem rindo na nossa cara e nos chamando de otário. mta raiva...

Luizinho disse...

Tem razão, tinha destino provisório para a Saúde e logo virou um permanente desvio, uma desfaçatez.
O valor do embuste seria de 50 bilhões...

Anônimo disse...

Como disse a Bella, não me importaria de pagar impostos a mais se eles realmente fossem empregados nas respectivas áreas e fizessem alguma diferença, mas não é assim que funciona (algo funciona como deveria no Brasil?)

Reparou que em toda essa discussão sobre CPMF o interesse do povo ficou de fora? E pensar que os políticos foram eleitos para defender o povo... pfff, faz-me rir. Essa situação às vezes me lembra a França pré-revolucionária.

Ouvi um cara dizer uma vez que só apóia o Lula por causa do Prouni, ou seja, desde que você receba alguma vantagem tá tudo certo. A verdade mesmo é que tá tudo errado.

Anônimo disse...

Carrie querida do coracao e amigos... fiquei feliz que a CPMF acabou. Um absurdo, por todos os motivos expostos por voces... so vou contar uma coisa para vcs saberem como a vida e mais ou menos por aqui: aqui ha um imposto unico de 7%, em tudo q vc compra, menos os alimentos que vc compra nos supermercados. Sabe qto pagamos o "ipva" daqui do carro: $39.00 !!! E por ai a fora... e nosso carro eh uma peruazona grande S-U-V...mas aqui eh tudo assim, justo!!! quem sabe agora a coisa comeca a melhorar por ai...Muita sorte para todos...Hetie

Cris disse...

aqui em niterói o dinheiro da CPMF financiava o programa 'médico de família'. não os salários, mas a infraestrutura. e aí vai aparecer alguém pra dizer que ele não funcionava direito, que é tudo balela. e eu digo que funcionava sim, porque eu entro na favela toda semana e sei do que estou falando, ninguém me contou. é ruim pagar impostos? claro que é. mas eu não acho que a aprovação ao governo tenha subido por milagre e nem que o número seja manipulado. ontem, no mesmo jornal [que até onde sei não é governista] havia duas manchetes que me chamaram a atenção: uma sobre a aprovação do governo e outra sobre o crescimento da economia impulsionada pelo mercado interno. eu tenho enormes críticas a esse governo como todo mundo. mas ainda não fiquei míope. bj

Nana disse...

O certo seria o governo administrar melhor o nosso dinheiro , pois, se a CPMF arrecadava 40 bilhões, outros impostos nos tiram até muito mais, porém escoam pelos ralos da corrupção... já falam hoje nos jornais que vai surgir um imposto permanente para substituir a CPMF! não há para onde correr,até para o aeroporto está difícil ir...

Abraços!

Bella disse...

cris querida, pode até ser q as coisas onde vc trabalha lá na favela tenham melhorado um poquito, mas com certeza a situação ainda está mto ruim sim. caso contrário vc não estaria pagando plano de saúde.
concordo com a nana aí em cima, se não houvesse corrupção e os políticos tivessem mais seriedade e honestidade a coisa estaria bem melhor não só no âmbito da saúde como em outros tb.
pq não diminuem os salários absurdos do legislativo e do judiciário? isso ninguém cogita né? mto cômodo...

Cris disse...

claro, bella, claro. o mundo é absurdamente simples. rs. bjs

Jussara disse...

Concordo com a Bella; se a gente pagasse e visse que o dinheiro estava sendo bem empregado, tudo bem, pagaria com prazer; mas não, bilhõõões eram arrecadados , mas a saúde continuava uma bomba. Por isso achei ótimo. Podem até inventar outos imnpostos, mas a CPMF era um dos que mais me irritava. E me irritava tb o fato d'o Mulla ser contra a CPMF qdo ele era oposição, e ter falado que ia acabar com ela qdo fosse presidente...

Franco disse...

40 BI lhoes, nao 40 Mi lhoes, 40 milhoes é uma mga sena gorda, acumulada, 40 BILHOES é tanto dinheiro que pobres mortais na conseguem imaginar!!!

Alguem ai tem ideia do espaço fisico que ocupa 40bilhoes??

Quero ver o por do sol....