quinta-feira, outubro 04, 2007

Irmão Sol


Hoje é dia de São Francisco de Assis. São Francisco é um Santo que eu também gosto muito – fica triste não, Toninho! Tem lugar pra todos vocês no meu coração. Talvez pela Dedinha, uma das minhas três fadas, que é especialista no assunto e com quem aprendi o pouco que sei – mas o que eu não lembro o google é meu pastor e nada me faltará.

São Francisco nasceu por volta de 1182 em Assis, na Itália. Era um filho de um rico comerciante e levava uma vida de farra e boemia antes de se converter. Durante a sua conversão – que tem vários detalhes interessantes - ele vai se despojando de tudo que é material. Após ouvir um chamado de Deus para reconstruir sua casa ele vende os bens do pai para fazer a reforma. O pai, indignado, vai se queixar com o bispo, ameaça deserdá-lo e tal e cousa. Aí ele diz: “ah, é? Beleza, então!” e se despoja – literalmente, tirando a roupa – da riqueza dizendo “doravante não direi mais pai Bernardone, mas Pai nosso que estás no céu...". Cria a Ordem Franciscana, cujos ensinamentos são nada mais do que pobreza e humildade – lembrando que isso é em plena Idade Média onde a Igreja era a maior senhora feudal da Europa e cujo estilo de vida dos clérigos não era exatamente um primor de despojamento, muito pelo contrário. Mais tarde ele entende que a tal reforma na Igreja não era só na igrejinha, mas uma reforma espiritual.

Logo ele fica amigo de Clara, Santa Clara, que também era muito rica – de família nobre, aliás - e quer seguir este estilo de vida de despojamento. Ela funda a Ordem das Clarissas, cujos preceitos são próximos a de São Francisco. Bom, há muito outros detalhes interessantes sobre a vida dos dois, que certamente eu não sei, mas esse é o básico.

Quando eu estive em Pádua e Assis eu me lembrei de uma frase que a Dedinha me disse quando esteve lá. O padre que estava com ela – era uma excursão a locais santos - disse que “quem vai a Pádua quer milagre, quem vai a Assis quer conversão”. E realmente as duas cidades representam isso. Pádua é pop, é cheia, barulhenta. Assis é low profile, é fresca e simples. A Igreja de São Francisco fica no alto de uma colina que dá para uma linda vista da cidade. São Francisco não promete casamento, não promete resolver causas impossíveis, não alardeia seus milagres. Promete, ao meu ver, transformação.

Não por acaso amanhã é aniversário de Primo Poeta, homem simples que só faz filhos e poesia – e pai também de um Francisco e de um Antônio.

Então eu aproveito todos esses exemplos de simplicidade e humildade para pedir também um pouco de conversão, para fazer a minha Oração a São Francisco, de uma ex-católica que quase não acredita em Deus (mas é nesse quase que eu me apego), mas crê muito nos seus Santos: ô, Chiquim! Me faz simples! Só um pouquinho. Não me faça rica, mas que eu precise cada vez de menos. Não me faça grande, mas na medida certa. Não me dê o amor maior do mundo, só um amor na medida. Me empresta um pouquinho da luz da Santa Clara, também - não por acaso padroeira das Comunicações (não sei quem inventou isso). Me faz menor. Me faz caber em mim, pois é muito ruim ficar transbordando por aí. Me dá a força dos pequeninos. Das formigas. Me faz lembrar do que importa. E o que importa é sempre muito pouco.

Feliz dia de São Francisco para todos.

10 comentários:

Dani Machado disse...

Amei sua oração!!!! Foi vc quem fez? Vou copiar p mim....rsrs

Anônimo disse...

Carrie, seus textos são tão inspirados. Muito tocante, pelo menos para mim. Foi um verdadeiro achado esse blog.

Não se preocupe, você não é a única que anda "transbordando por aí".

Carrie, a Estranha disse...

Oi, Dani!

Já viu os parabéns pra vc no outro post? Sim, eu q fiz.

Anônimo,

Muito obrigada. Mas quem é vc? Assine nem q seja com um nome falso, só pra eu te identificar.

Bjs

Dissimulada disse...

Linda sua oração.
Tem razão, Pádua é pop, mas só nas imediações da Basílica, no resto é uma cidade medieval que se revela devagar - morei lá ! hua hua que saudade
Dizem tbém que entre são Francisco e sta Clara havia algo mais...mas é claro que são bobagens inventadas pelas mentes desocupadas...na verdade os dois são pilares da Fé !
Bjs

Carrie, a Estranha disse...

Sim, com certeza havia um amor maior entre eles...mas acredito q eles sublimaram em função de um ideal maior.

Nossa, vc é muito chique, Dissi! É, Pádua deve ser mais q só Sto Antônio - assim como Assis, tb. Acho q foi vc q comentou sobre Pisa aqui, não foi? Que não é só a Torre? Mas infelizmente é o q a maioria dos turistas conhece.

Bjs

Ila Fox disse...

São Francisco é tudim bom! Adoro este cara!
Ele tá lá na minha prateleirinha todo formoso, ele cuida de mim e dos meus gatos.

Feliz dia de São Francisco de Assis! U-huuu!

André Rafael disse...

Mesmo descrente de todos os processos clericais que santificam alguém, gostei do seu post. Acho mesmo que o que importa é a lição que as pessoas nos deixam, a maneira que nos levam a pensar. Por isso vejo Cristo de uma maneira bem diferente, nada como o cristo pintado na cruz das paredes-nossas-de-cada-dia...
Beijo, Estranha, voltei.

Anônimo disse...

Minha fofa; De todos os meus filhos incriveis e fantasticos voce é incrivelmente fantastica. Parabens por tudo que voce é.Desculpem me caros leitores da Carrie a corujice é por conta da emoção.M.

Carrie, a Estranha disse...

Hahahaha...meu bebê é o máximo! E o blog é meu, logo não precisa pedir desculpa pelos elogios rasgados.

Diga então: "vc é a MAIS fantástica dentre os fantásticos"

Beijo

Karina disse...

Linda oração. Tbém sou ex-católica e tem coisas q guardamos conosco pela vida toda.
Adorei passar por aqui e saber q é dia de São Francisco, se não fosse por vc teria passado em branco.
Bj e um ótimo final de semana.