quarta-feira, julho 18, 2007

Estou viva. Ou quase.

Viagem? Que viagem? Fui até Porto Alegre e, chegando lá, não podíamos descer, dizem pelo mau tempo. Logo, teríamos que pousar em...São Paulo! Sim, Porto Alegre-São Paulo. Super perto. Tudo a ver. Uma da manhã, sobrevoando a cidade de POA,demos meia volta volver. Mais uma hora e pouca de vôo. Com direito a aeromoça dizendo “lá veremos o que acontecerá conosco” e o simpático comissário respondendo às perguntas: “e se acabar a gasolina?” com um “aí o avião cai”. Depois do maior acidente da história do país. Eles estão realmente preparados para lidar com esse tipo de situação.

Não, eu não estou exagerando. Isso não é nem a metade. Assim que eu me reestabelecer física e psicologicamente eu volto pra contar. Acabei vindo de ônibus pra Gotham City – que é meio do caminho entre Rio e SP. Estou arrasada. Não posso acreditar na noite de pesadelo que eu tive.

PS: Comentários dizem que não descemos em POA porque as pessoas quebraram o aeroporto. Não sei dizer.

PS2: Esse país não existe. Eu não existo. Nada disso existe.

9 comentários:

Milema Medeiros disse...

Vc nao tem noção da apreensão q fiquei ontem poir sua causa. Ouvi a notícia meio por alto, só q era um avião e pra POA. Entrei logo na net pra descobrir q avião era, pra ver se vc estava online. Horrível!!!!

Jussara disse...

Que horror, Carrie! que bom que vc está bem! me lembrei de vc, mas não cheguei a me preocupar, já que vc estava indo pra POA, e não voltando.

Gisele disse...

Oi amiga, que aventura em???
Nossa, tava um tempo sem passar por aqui, os posts do Pan estão otimos, morri de ri. Vc tá cada vez melhor.
beijo grande.

nervocalm, quer? disse...

Inacreditável. Mas que bom que você está inteira, que bom. Fica bem.

: disse...

Olá,

Só para informação: não, não quebraram o aeroporto daqui. Provavelmente não tinha teto, coisa mega-comum nessa época do ano, quando os deuses resolvem soltar toda a neblina do mundo por aqui. Nem o "fog" londrinho consegue ganhar.

Fico feliz que esteja tudo bem. Por aqui a tristeza é imensa. Muita dor e indignação por esse acidente sem explicação. Posso dizer que estamos todos abatidos e muito tristes por amigos que perderam seus entes queridos.

bjos

Anônimo disse...

Que susto Carrie!!!
Bjs

Straits disse...

A questão é:

fatalidade ou imprudência?

Diante do caos de Congonhas, fico com o último.

belly disse...

Venha!

Mas venha de ônibus.

(sério.)

Mani disse...

Incrível a falta de preparo do povo que trabalha em companhia áerea no Brasil, não é à toa que quase todo dia um apanha!