sábado, junho 30, 2007

Tempos modernos


Quarta feira, enquanto guardava meus óculos escuros ao chegar na sala de aula, este pulou da minha mão e caiu no chão. Niqui me abaixei pra pegar, o professor, que estava sentado na cadeira dele, distante, deu um pulo e disse que podia deixar. Pegou os óculos, me deu e disse: "uma dama nunca se deve abaixar pra pegar nada quando houver outro cavalheiro no recinto".

Pois é – disse eu – esse é o problema. Nunca há cavalheiros no recinto.

Algumas moças do meu lado – essa aula só tem mulher e um homem – deram um suspiro de aquiescência.

5 comentários:

Jussara disse...

É raro ver um gesto desses, ainda mais que ele estava longe. Uau! e a frase, então?

nervocalm limão disse...

Ainda bem que não sou uma dama.

Olha aí! Eu não disse que ia adotar a frase lá do Caetano? Com variantes e tudo!

Mas, sério, eu detesto esse tipo de condescendência, e a frase do professor me daria calafrios. Uia.

Carrie, a Estranha disse...

Há uma diferença entre condescendência e delicadeza. Alguns cavalheirismos ainda valem a pena. mesmo pq o grau de machismo de quem faz isso é inversamente proporcional. Qto maior o cavalheirismo, menor o machismo. Esse é om problema dos homens de hoje em dia: confundem tudo. Acham q direito iguais é deixar vc carregar um pacote de 10 quilos.

nervocalm limão disse...

Pra mim, cavalheirismo é machismo. Por que educação e gentileza precisam mudar de nome e categoria quando dirigidas a uma mulher? Eu não gosto que me façam sentir como uma portadora de necessidades especiais. Por outro lado, vivo me abaixando pra pegar coisas que estranhos de ambos os sexos e de todas as idades derrubam perto de mim, abro portas pros outros quando chego primeiro, etc e tal. E faço isso sem discurso pra chamar atenção pro meu gesto.

Mas não quero polemizar nem nada. Foi só o calafrio falando. Ou talvez a minha auto-suficiência patológica, que faz questão de carregar o pacote de dez quilos, sempre.

Carrie, a Estranha disse...

Beleza, eu entendo. Mas o problema é q eu me acho portadora de necessidades especiais! Rsrsrs...na boa, ser mulher é terrível. Hormônios, menstruação, bla bla bla...acho sim q a gente precisa de mais atenção, ou um atenção especial. Nem q seja uma dívida histórica (rsrsrs) para com nossas injustiças passadas. Sei q isso soa meio "teoria das cotas", mas...

Eu posso carregar o pacote de 10 quilos. Até de 20. Sou muito mais forte do q muito homem (fisicamente falando). Mas, pra quê? Eu quero ser mimada. E ainda sou abusada, pq se disserem q eu não consigo carregar o pacote eu vou e lá e carrego só pra tirar onda.

Estou rindo mas eu realmente acredito nisso. Mas entendo o seu ponto de vista, claro, pode "polemizar" à vontade! Aliás, isso não é
é polemizar é só ter opinião diferente. Mas pode ser realmente q isso seja um resquício machista meu. Vou pensar...

:)

beijinhos