segunda-feira, abril 02, 2007


Eu sei que a gente já deveria estar acostumada com as coisas que o nosso presidente fala. Mas, assim como o calor, eu nunca vou me acostumar. Mesmo sabendo que o mundo já acabou e que nós estamos vivendo um pesadelo. Ouvi-lo condenando a greve dos controladores de vôo é absurdo. É mais do que absurdo. É surreal.

Primeiro porque ele foi um sindicalista e deveria saber como a greve é um direito legítimo de todo trabalhador. Segundo que a justificativa foi que “não se pode parar um serviço essencial”. Ora, mas essa é a prerrogativa da greve! Parar um serviço essencial! Se não for essencial, não há sentido! Por que a greve de professores universitários não faz o menor sentido? Porque ela já entrou no calendário letivo. Então você sabe que de dois em dois anos haverá greve e você vai estudar/trabalhar em janeiro e metade dos alunos não vão e a matéria será dada nas coxas. (E que, claro, a pós graduação não pára nunca, afinal não tão aí pra perder dinheiro da Capes e do CNPq).

Agora, uma greve dos controladores de vôo é realmente importante porque o país literalmente pára – e o que é melhor: atinge classes média e alta. E isso não é descaso com a população. Descaso é o governo ter deixado a crise chegar a esse ponto, mesmo com sucessivos avisos. Ao contrário, eu me sinto muito mais segura em saber que eles pararam ao invés de estarem trabalhando em péssimas condições. Acho que mais serviços essenciais deveriam parar.

Infelizmente no caso dos controladores de vôo não dá pra simplesmente liberar as catracas – que eu acho uma das maneiras mais incríveis de greve, pois além de não prejudicar a população ainda fode os donos nas empresas. Aliás, acho que cada categoria deve encontrar a sua forma de protesto. Por exemplo, como eu já disse: professores e greve, absolutamente nada a ver. Terrorismo? Seqüestro? Quem sabe? (Agora é que os caras do Tribunal mandam me prender). Não sou uma pacifista. Quando o diálogo acaba a violência é justa e válida. Mas no caso dos controladores de vôo foi perfeito. Só espero que as coisas realmente andem (ou melhor, voem).

Nojenta a posição do Lula. Nojento um dos editoriais do Grobo durante a crise. Bom, mas o que esperar, né?

Um comentário:

Bella disse...

concordo total com vc carrie! tb escrevei lá no meu blog sobre isso. não tanto como vc, mas um poquito. tem q parar mesmo, senão não adianta.
bjs