segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Top five (ou quase)


Vi lá no blog da Cris e resolvi responder:


* Cinco coisas que quero fazer antes de morrer (só cinco?):


- Ser uma escritora.

- Ter um filho.

- Morar em um país distante, a decidir. Talvez seja os EUA. Nova York, mas...a decidir.

- Passar uma temporada num templo budista, só “pintando e lixando” como Daniel San.

- Fazer algum trabalho humanitário. Em qualquer lugar.

- Dominar o mundo, claro.


(Deram seis)


* Cinco coisas que eu faço bem:


- Escrever (tá boa, santa?).

- Cantar (tá boa, santa? A pessoa é modesta). Tipo, se eu quisesse estudar mais eu cantaria moooito. Mas não quero.

- Saber escutar as pessoas.

- Falar em público.

- Brigar, sair na porrada, entrar em uma acalorada discussão, falar mal, ser sarcástica, pichar os outros...


* Cinco coisas que eu mais digo:


- Caralho!

- Eu não tô legal...

- Cara!

- Reloooou! A gente é bicho, beibe!

- Odeio...


* Cinco coisas que não faço (ou não gosto de fazer):


- Ser simpática com quem não gosto.

- Ficar sem dormir (foi-se o tempo).

- Beber quatro dias seguidos (foi-se o tempo).

- Fazer o que não quero só pra agradar os outros.


- Sair para conhecer pessoas e azarar. A gente acaba fazendo, mas podendo evitar...


* Cinco coisas que me encantam:


- Flores.

- Bebês.

- Cheiro bom.

- Pessoas delicadas e gentis.

- Cachorros fofos, tipo o basset hound.

- Ver duas pessoas realmente apaixonadas.

(Deram seis. De novo)


* Cinco coisas que eu odeio (só cinco?Ah não, vou colocar mais!):


- Poodles.

- Arrogância e prepotência – daí vem vários males como a intolerância, a estupidez a ignorância...

- Ganância. Gente que só sabe falar em dinheiro e contar vantagem.

- Me dizerem que “eu não vou conseguir”, que “é muito difícil pra mim” determinadas coisas.

- Gente que fala me pegando, dando pequenos toques no meu braço ou afins. Tipo, não encosta, companheiro! Fala, mas não rela! Sem tapinhas.

- Gente que pergunta as coisas por perguntar, que não quer ouvir a resposta, que não olha no meu olho na hora de conversar. Gente que não me escuta.


* Cinco pessoas pra responder isso:


Ah não! Sem correntes! Quem quiser responder, que responda.

7 comentários:

Cris disse...

legal, temos várias coisas em comum! também já cantei muito, sabia? em coro, excrusive... gente, neguinho falando com a gente pegando em tudo que é lugar é pra acabá, odeio!!!! e tipo: ninguém merece os poodles. bjs

Cláudio disse...

É isso aí, Carrie. Como dizia o canalha do Maluf: "quer estuprar estupra, mas não mata." Quer responder responde, mas não ajude as correntes a proliferarem. Corrente boa é corrente morta.

jh disse...

só a carrie mesmo pra fazer trabalho humanitário e dominar o mundo numa só tacada... rs

=P

Carrie, a Estranha disse...

Oi, JH!

Hahaha...Claro! Fazer trabalho humanitário é mais uma meta para dominar o mundo!

bjs

Jussara disse...

Carrie, vc canta, que legal!e saber escutar os outros é um dom; geralmente quem fala mto, não escuta ninguém,só obriga os outros a ouvi-lo,rsrs.

Como eu não tenho blog,vou responder aqui,mas apenas um dos itens,para não ficar mto grande: coisas que eu detesto(mais de 5):
- atendentes de telemarketing e suas mesmas frases robóticas para diferentes perguntas.
- pessoas que são pagas pra fazer apenas um determinado serviço ou dar uma determinada informação, e ainda assim o fazem mal e pessimamente ou fazem errado; ex.: funcionários de supermercados, funcionários públicos que acham que estão fazendo favor em abrir a boca, e não uma obrigação;secretárias de médicos e/ou dentistas que nunca sabem informar nada além do que eu já sei.
- tb detesto gente que fala pegando ou que pega e não solta mais...
- gente que nunca me viu e quer saber da minha vida; ex.: massagista,atendente de locadora,vendedora de loja;etc.
- gente que já me viu e quer saber da minha vida; ex.: tia chata agourenta.
- pessoas sem educação de maneira geral.
- pessoas que maltratam e/ou abandonam animais.
- pessoas com o rei na barriga, que olham de cima pra baixo.

Carrie, a Estranha disse...

Jussara,

Eu tb odeio gente sem educação e gente q começa a perguntar da sua vida. Motoristas de taxi são mestres pra fazerem isso.

bjs

Ana disse...

Também odeio ter que forçar simpatia. Quando alguém cai no meu conceito é difícil me fazer voltar atrás e fingir uma amizade/simpatia que não existe mais.