quarta-feira, janeiro 31, 2007

Rapidinhas


Ganhei um campeonato de palavras cruzadas sábado à noite em Búzios. Eu e mais três amigas. Cara, não consigo pensar em nada mais nerd do que isso. Só eu.

Pelo menos ganhamos uma rodada de chopp. Hic! Saúde! É nóis de Eco! É nóis de Eco!

*

Saldo total da praia:

- Três biquínis (que, dada a minha freqüência à praia, vão durar até 2027);
- Três piranhas (prendedores de cabelo – antes que me acusem de cafetinagem);
- Duas viseiras;
- 200 ml de bloqueador solar 30 (só no corpo);
- Uma hora de caminhada por dia;
- Alguns chopps;
- Alguns sorvetes;
- Muita água de côco;
- Cabelo quase laranja e substituição do visual branco-irlanda por um ruivo-paraguaia (mas em breve recupero meu Omo total);
- Nenhum descascado;
- Nenhuma vermelhidão;
- Levemente bronzeada, mas nada que não saia em algumas semanas.

Ter saudades da sua casinha: não tem preço. Existem coisas que o dinheiro não compra. Voltar pra sua casa é uma delas.

*

Presenciei de relance um evento gospel que tinha um forró de Jesus. A letra da parada era só falando em profetas. Chamem-me de reacionária, mas sou contra certas misturas.

*

Eu acho essa série de propagandas da Skol a coisa mas escrota que fizeram. “O que você vai contar para os seus netos é o que você fez nesse verão”. Aí colocam um maluco correndo com um peixe morto, esfregando nas pessoas de uma casa de praia. Depois outro maluco correndo pelado com o pinto balançando (a imagem vem com aqueles quadradinhos). Depois meia dúzia de retardado pegando onda com máscaras de bichos dizendo: surf animal. Dã. Na cabeça de algum publicitário infeliz que passa os seus dias trancado numa porra de uma agência na Paulista e pega três horas de engarrafamento pra ir e mais três pra voltar do trabalho isso é aproveitar a vida.

Seja mongolóide e conte para os seus netos!! Faça coisas inconvenientes e conte para os seus netos num domingão, daqui a 30 anos, quando você estará com uma barriga monumental (de tanto tomar Skol), contando anedotas do seu tempo de jovem pra outros jovens que provavelmente vão achar suas histórias um saco. Ah, não fode.

Não tô dizendo pras pessoas não beberem nas férias, mas fico puta de ver bebida, uma das drogas mais maléficas que existem, ser associada a gente-jovem-bonita-e-descolada. E comportamentos “cool” serem sempre o de gente irresponsável. Só faltou colocar um cara dirigindo bêbado.

Por isso é que eu gosto da propaganda do Eco Sport. É nóis de Eco! É nóis de Eco!


Um comentário:

Miguel Ramirez Zepeda de Mondale disse...

Vou comentar, estou com preguiça, mas vou comentar, como se escreve, estou com preguiça, mas vou comentar, Carrie, a estranha? estranha, Carrie? estou cansado, vou comentar, vou na cozinha comer alguma coisa, tô com um buraco no banco Itaú, ganhar na loteria, ficar milionário, saudades de Vila Isabel, vou comentar, do Bloco Carnavalesco Lá vai bola...eu sou um idiota...assim funciona minha cabeça...se eu fosse Carlos Drumond de Andrade, esse texto iria ser aproveitado em prova de vestibular...Carrie, viajei contigo...eu sou um idiota...cara! você é normal prá caraca...não posso ouvir mulher falar palavrão que me dá tesão...eu sou um idiota...não posso me esquecer disso... e viva Carrie... e viva o blog nosso de cada dia. Comentei.