segunda-feira, dezembro 19, 2011

Mais comentários

Conversando com um amigo no msn, após ler o post debaixo: nossa, até pra fazer declaração de amor você é pessimista.


Tentei dissuadi-lo dessa ideia, mas ele disse que eu sofro de um pessimismo travestido de realismo. 


Será?


Infelizmente não posso evitar de ver o apodrecimento das coisas no momento exato em que elas germinam. Por um lado isso soa extremamente pessimista. Por outro, me faz ter uma exata noção da importância das coisas, já que o senso de efemeridade me acompanha constantemente.


Mas, sei lá. Pode ser que ele tenha razão. O que vocês acham?

5 comentários:

ila fox disse...

Hahaha, ê menina! relaxa e deixa a vida levar. Tá, eu sei que é clichê, mas não vale a pena sofrer por antecipação não. ;-)

Mas ja dizia o ditado que é melhor ser pessimista do que ser otimista. O pessimista fica feliz quando acerta e quando erra, hoho.

Nayara disse...

Eu acho que vc deveria seguir o filósofo Michel Teló: "primeiro a gente foge, depois a gente vê"...rs.

Bj!

* avise ao moço que a gente sabe que vc n namoraria um membro da família Restart...rs.

Anônimo disse...

Concordo...

Amana disse...

Acho pessimismo e otimismo muito pouco para explicar nossas posições diante da vida.
Se tem uma coisa interessante nela é que, por mais convictas que estejamos de que em algum momento as coisas apodrecem, somos surpreendidas por encontros incríveis, que nos arrebatam e nos enchem de esperança no amor (e na humanidade, no futuro, etc., etc...). Se não fosse assim, a posição cética (ou pessimista, ou qq outra bem pra baixo) seria muito confortável: você tem CERTEZA de que tudo vai dar errado. Convenhamos, pode ser triste, mas é muito confortável, certo?
Que nada, a vida não deixa a gente se acomodar. Se joga!!!

PS: nem parece que quem escreveu esse comentário é uma desiludida no amor, hein? pois é, a vida...rs

Luiz Asp disse...

O que é pessimismo? É saber que as coisas podem dar errado? Que elas não são perfeitas? Que tudo é transitório? Que sempre que fazemos uma escolha abrimos mão de alguma coisa?

Ué, mas a vida não é assim mesmo?

Agora, se saber disso tudo começar a te impedir de aproveitar os bons momentos e as oportunidades que aparecem, aí já começa a ficar complicado...

Torço pra que nunca seja o caso.

Felicidades, feliz Natal, e um 2012 maravilhoso!