quarta-feira, novembro 17, 2010

Daqui a pouco passa

Tem dias em que a mediocridade me acerta como um soco no estômago. Fica até difícil caminhar.

Eu sei que pode parecer esnobe, pois pressupõe que eu estou fora desta mediocridade, mas é justamente o contrário. É quando ela está mais perto do que nunca e eu me vejo fazendo parte dela que eu tenho esse sentimento. Porque cada um tem o seu pesadelo. Eu tenho vários. Um deles é fazer parte da média. E eu sempre fiz parte da média. Ao mesmo tempo é a minha maior ambição. Parece contraditório? Não é não. É atração e repulsa. Às vezes a balança pende pra um dos lados. Às vezes é mais fácil ir pros extremos já que o equilíbrio é tênue e escapa pelos dedos.

Eu não sei o que dizer. Eu troco as palavras. Eu faço tudo errado.

Às vezes eu preciso da intervenção de um adulto competente.

2 comentários:

Paola Bracho disse...

Agora eu entendi a intervenção...dummie Paola...rs.

"Às vezes eu preciso da intervenção de um adulto competente" - o problema é achar um adulto competente nestes tempos de caos e fúria....

Alê disse...

Li seu post e pensei em Formiga Irmã como exemplo de adulto competente.

Beijos

Alê