sexta-feira, julho 16, 2010

Passei muito mal antes de ontem à noite. Intestino e estômago ao mesmo tempo. Achei que fosse desmaiar. Suei frio. Vi a avó pela greta, como diria meu finado pai.

E nem comi nada demais. Não, não sou do tipo gorda safada que diz: "não sei porque engordo se não como nada". Eu como mais do que deveria, eu sei e não me exercito. Mas neste dia, em particular, não tinha comido tanto.

Tenho passado muito mal do estômago e intestino muito amiúde. Ou estou com algum problema ou é a idade e o corpo gritando: "ei, Carrie! Nós não precisamos mais de tanta comida assim! Você não é mais adolescente!".

Ontem passei o dia na cama, com pena de mim, achando tudo muito triste, pensando que eu não tenho jeito, que meus amigos não gostam de mim - que ninguém, aliás, gosta de mim (só Formiga Irmã) - imaginando se eu tivesse um filho, coitado dele, onde ele ia ficar numa hora dessas? afinal, mães não ficam doentes, não, minha mãe não ficava (nem fica) doente; com as costas doendo de ficar tanto tempo deitada, mas sem forças para levantar, morrendo de sono, pois não tinha dormido nada antes de ontem (vi as duas represes de Friends que passam de madrugada, uma lá pelas duas outra às 6); dormindo e acordando, sem conseguir escrever minha fala da Anpuh (haha...escrever fala é bom, né leitor?), sem escrever um outro artigo pra uma revista, pensando nos cursos que eu vou dar em agosto (e eu não estou nem um pouco afim de dar). Ai. Me puxa - como diria minha afilhada Sabrina, ao ser levada ao médico e ser pega no colo por este.

Cheguei a conclusão de que eu devo comprar um carro (é, eu tenho verdadeiras epifanias nas minhas doenças ou ressacas). Preciso começar a pesquisar. Quero um carrinho popular, mas que seja zero, com ar condicionado, vidro elétrico, quatro portas, pequeno... A cor eu ainda não sei. E aqui em casa só trabalhamos com Wolkswagen ou Chevrolet, então nada de Fiat ou marcas não vendáveis depois. E também não quero parcelar em um milhão de vezes, então ainda preciso juntar mais dinheiro. 

Só fui melhorar 100 % à noite. Hoje ainda estou com um certo cuidado alimentar, tomando chá-com-torradas, mas já almocei normal (comidinha leve, mas normal).

Melhorei do estado psíquico geral. Quer dizer. Em termos. Ainda estou com um pouco de pena de mim e com várias coisas pra fazer, mas com ânimo zero. 

Ultimamente só tenho vontade de pintar as unhas e ver Sônia Abrão cobrindo o caso Bruno ou o Caso Mércia.


PS: O que vocês acham dessa letra? Melhor?

17 comentários:

Anônimo disse...

Oi Carrie,
Vc ainda não me conhece, mas prometo que vou escrever em outra hora. Bom que vc melhorou. Mas este é só para falar da letra. Quando comecei a ler o post, por causa da letra, achei que nem fosse vc. Pelo estilo, vi que era sim. Mas fiquei com a impressão que vc estava gritando. Vai ver que é pq estava acostumada com a outra...Por outro lado, para quem não enxerga, é uma maravilha.....Beijo. Márcia

Anônimo disse...

Descobri seu blog através do OMEE e adorei de cara!!! Já vários arquivos e chorei de rir com o post do beijo na coxa do João Francisco! É a primeira vez que comento (até pq comecei a lei essa semana!). Não gostei da letra, achei que o blog estivesse com problemas!! E engraçado que justo hoje, um outro blog que eu leio - Manual do Cafajeste - mudou o sistema de comentários que tbm modificou a letra!!! Lá a reprovação está sendo quase total!! Acho que não somos muito adeptos a mudanças! Beijos Débora

trinity disse...

Carrie,

Que bom que vc está se recuperando!
E mesmo estando longe eu gosto muito de você, não fique pensando que ninguém te ama porque isso é irreal.


P.S. Eu voto na letra anterior. o/

Alê disse...

Olá

Em primeiro lugar, há muitas epssoas que gostam de você.

Eu me incluo nesse grupo.

Ô Carrie, melhoras.

Sabe, em casa temos uma frase que foi dita no filme Dr. Hollywood (com o Michael J. Fox, nossa, isso é muito antigo), quando ele está se despedindo da cidade, a enfermeira que trabalhava com ele no hospital, fala assim:

- Muitos irão sentir sua falta com a sua partida. Não falo por mim, é claro, mas de muita gente.

Aí a enfermeira olha para ele e nesse momento, ele entende o quanto ela gostava dele e sentiria sua falta.

Sempre usamos essa frase para dizer o quanto smos importantes uns para os outros.

Olha as recordações que seu blog traz.

E outra coisa: eu gosto muito das suas críticas televisivas, das histórias da sua família e dos comentários sobre o Frota.

Beijos

Alê

Helga disse...

Aiai, é só eu gostar de alguma coisa que todo mundo gosta do contrário. Eu adorei a letra, mas pelo jeito vou ser voto vencido.
Que bom que vc melhorou, amanhã vai estar novinha em folha.
Beijão, vc é muito querida.

Cinthya Rachel disse...

oh querida, espero q melhore logo. a letra é boa, mas não tão grande, algo entre a outro e essa, saca? beijos

Anônimo disse...

Oi Carrie!
Vire e mexe venho aqui ler as aventuras no Condado de Gotham City.
Adorei a letra!Hihii...É pq eu sou míope...Míope da Silva.
Aprendi a dirigir sim, vc vai amar!Mas, compra um chevelho para as primeiras arranhadas nos postes do Condado de Gotham.
Beijão e ARRIBA!!!!

Borboletas nos Olhos disse...

Momento babação: adoro seu blog, então qualquer letra tá beleza. E parece que a urucubaca é geral, também tô péssima de saúde(quer coisa mais chata que gente que sempre tem um história igual ou pior? rrsrsrs). Juntando-me ao coro: gosto muito de você e das suas histórias.

Anônimo disse...

Melhoras. Letra maior é bom.

Alê disse...

Ah, esqueci.

Gostei dessa nova letra.

Faço coro aos míopes, porque também sou.

Beijos

Alê

Thaís disse...

Ai, Carrie

Imagino que quase todos que passam por aqui gostam muito de você.

Eu mesma apesar de nunca escrever nos comentários, mas venho aqui diariamente, tenho um grande afeto por ti.


Ah e quanto a letra eu sou míope, então não podia ficar mais feliz com essa letra.

Bjs

***GrAzI disse...

Ficar ruim assim é deprimente... tbém me pego com pena de mim mesma muitas vezes... Mas até que depois passa! rsrs

Gostei e não gostei da nova letra... Acho que é só questão de acostumar (mas a minha miopia agradece! rs)... Faço parte do time "se foi vc que escreveu qualquer letra serve!" rsrs

Melhoras e muita disposição p vc!! ;)
Bj

Carmen disse...

Bem, pelo visto a maioria míope deve ter ganho, rs, mas eu enquanto pessoa sensível, prefiro a discrição da fonte anterior.
Mas sendo vc escrevendo, o resto é só detalhe ;)

nervocalm disse...

Opa, ainda bem que você está melhorando. Eu odeio dor de estômago, mas quando passa, fico com nostalgia dela. É a única dor que me dá nostalgia.

Quanto à letra, também sou míope, mas voto contra. (Se está de óculos, não faz diferença, ué.) Acho poluída e também tenho a impressão de ser gritada. Mas sou muito de usar ctrl+ ou ctrl- pra ajustar letras de sites a um tamanho que me agrade, então, se ela ficar, é só eu usar o ctrl-.

nervocalm disse...

Ela está em negrito também, né? Texto todo em negrito é ruim de ler.

Jussara disse...

Não pude deixar de rir com o "me puxa" e com a explicação.
Eu, como eterna cegueta, gostei da letra, mas caso decida por outra, voto com a Cinthya em algo entre a anterior e esta.
Eu tb não gosto mto dos carros da Fiat. Mas dizem que o Uno tb tem grande poder de venda. Eu gostei do novo.
Espero que melhore logo; tb gosto de vc; acho que todos aqui gostam :).

Debora disse...

Carrie, há anos leio seu blog e só hj me deu essa vontade indescritível de te dizer: vc é demais... Caraca, tô me escangalhando de rir da história do "me pucha..." car, pode ter certeza, vou adicionar ao meu vocabulário... RsRsRs...
Parabéns, vc assim como a Roberta Carvalho têm um jeito mt bacana de escrever... Agora tá faltando um livrinho seu, neh...
Abç