domingo, março 14, 2010

Mais Carrie do que nunca


Ontem, Eu e Formiga Irmã:

Eu: Baru, eu tô um pouco estranha...

Formiga Irmã: Um pouco estranha você é todo dia, filhinha... Hoje você tá muito estranha.

O que me lembrou meu ex-namorado:

Eu: Fulano, eu tô estranha.

Fulano, sem desgrudar os olhos da TV, computador, livro ou o que estivesse fazendo: agora conta uma novidade.


* * *



Sonhos:

Estou em Andrelândia e preciso fazer análise com a Dona Estela, mãe do meu amigo Gegê (que não tem nada a ver com psicologia, psicanálise...é apenas uma pacata dona de casa, muito católica, e quituteira de mão cheia). Só que ao invés deles morarem no sítio onde eles moram (dentro da cidade) eles moram no Areão, um bairro que fica pra cima da casa das minhas tias. Só que eu não consigo achar. Fico perdida por Andrel e não acho. Aí estou subindo o Areão e me deparo com uma super reunião de fãs de Guerra nas Estrelas ou Jornada nas estrelas ou algo igualmente nerd. Mas eu não identifico nenhum personagem conhecido. Eu procuro o Darth Vader, mas não acho. Mas eu sei que é uma reunião dessas nerd. Aí eu encontro a Milema e a Carla, minhas amigas. E pergunto onde é a casa do Gegê. E elas dizem: “mas como você não sabe onde é a casa do Gegê?”. A Carla está fumando e me dá o cigarro. Eu fumo e começo a pensar se realmente é uma boa ideia fazer análise com a Dona Estela...vai que ela conta pro Gegê...

Sonho 2:

Eu tenho dois cachorros. Eles estão sem comer. Eu vou procurar ração pra eles na área aqui de casa e descubro que acabou. Um dos cachorros é também uma professora que eu conheci esse semestre, super gente boa. Daí eu digo “ah, vocês estão sem comer, hein?” e o cachorro/professora diz: "não, a gente fez estrogonofe".

Associações:

Toda semana eu sonho que eu tenho cachorros. E quase sempre é o mesmo sonho: eles estão sem comer há dias. O que tem a ver diretamente com o fato de eu ter tido uma cachorra na adolescência e achar que a morte dela se deveu diretamente a minha negligência.

Essa professora que eu conheci é uma fofa. Ela é do Rio e tem um filho de dois anos. Toda semana larga o filho e vem dar aulas aqui de segunda a sexta. Daí eu fiquei penalizada com a história dela e quero convidá-la pra almoçar aqui – ainda mais que a pousada dos professores de fora fica bem perto da minha casa. Mas eu nunca tenho tempo.

Sobre o outro sonho: minha análise é no Rio ou Niterói. Estou sem ir porque não tenho tempo. Ontem minha irmã veio perguntar se eu não queria ir essa semana, já que ela tava indo de carro fazer um curso na mesma escola de psicanálise onde minha analista atende. Eu disse que não, pois não posso perder um dia de estudo. Só depois do concurso.

Por que a Dona Estela, que aliás eu não vejo há um tempão? Ela é quituteira de mão cheia, eu estou de dieta, eu uso a comida como fuga, dessa vez eu não posso usar a comida como fuga, porque estou de dieta, daí estou mais deprimida ainda. Além disso ela é super católica. Isso tem q ver com minhas buscas espirituais.


Por que reunião de Guerra/Jornada nas Estrelas? Porque ontem eu lembrei dessa ex-namorado que era um super nerd, jogador de RPG etc.

9 comentários:

Bracho disse...

kkkkkkkkkkkkk

Carrie, eu sou psicóloga...e não sei se gostei mais das suas associações ou das interpretações! kkkkkkkkkkkkk

Rolando de rir...(rolando mesmo...engordei 3 kg e estou na dieta pra eliminar...a luta continua, companheira!)

Carrie, a Estranha disse...

Bracho,

Pois é. Sou um prato cheio (sem trocadilho) para psicólogos.

Carmen disse...

Olha que eu vou te mandar os meus sonhos pra vc identificar hein...rsrsrs

Carrie, a Estranha disse...

Pode mandar, Carmen. Mas aí teremos q marcar algumas sessões de análise.

Milema disse...

E eu?Qual a explicação?

Carrie, a Estranha disse...

Hahahahaha...Milema...tb não sei! Fiquei pensando nisso! Deve ser saudades!

Bjs

Lua disse...

ai meu deus, eu me animo ao ler suas coisas...achava que eu era a pessoa que tinha os sonhos mais estranhos da Terra...vejo agora que não estou mais sozinha!!!

Olha,esse lance do se achar estranha eu tbm passo por isso de vez em qndo, mas ao invés disso acho que estou chata, mas o desfecho da historia é o mesmo..meu marido sempre me pede pra contar uma novidade! :/

Carrie, a Estranha disse...

Lua,

Esses são os sonhos "contáveis". Tem uns q não dá nem pra contar.

Amana disse...

Pense Dona Estela interpretando seus sonhos: "Minha filha, você quer de creme ou de doce de leite?"
:D