sexta-feira, novembro 06, 2009

Eu não vou dar conta da Alinne (com dois Ns porque a numerologia mandou) Morais tetraplégica. Não vou. Aí é demais até para mim. Pior que ontem, na hora do acidente, deu uma explosão no poste aqui em frente de casa – exatamente o que fica em frente a minha janela – e acabou a luz. Acho que foi praga do Manoel Carlos. Ou um sinal divino pra eu não me irritar com esse tipo de coisa.


* * *


Frase da semana, dita pela Monique Evans no programa da Luciana Gimenez, após esta lhe perguntar “qual é o seu tipo de homem”:

- Querida, do jeito que eu estou encalhada, eu não tenho tipo de homem. É o homem que aparecer.

Me escangalhei de tanto rir.


* * *


Pergunta da semana, dita pela Marília Gabriela (jura que vocês acham ela inteligente?) à Fernanda Lima:

- Apesar de tudo que você conquistou, ainda tem uma tristezinha no olhar, um quê de alguma coisa faltando...

E o mais bizarro é que nego responde a sério, né? Tipo, ninguém nunca deu uma de doido e disse: “que porra de pergunta é essa, ô maluca?” ou “cê tá de sacanagem, né?” ou alguma mais constrangedora do tipo: “segundo Lacan, o sujeito se constitui a partir da falta. Você realmente acredita que alguém possa ser completo?”. Mas não. Nego responde a sério.

Mas o melhor de tudo foi Formiga Irmã entrando no meu quarto, me vendo assistir ao programa e dizer:

- Formiguinha (Formiguinha é esta que vos fala, porque não basta humilhar com um apelido que me diminui enquanto pessoa física, tem que ser o diminutivo deste apelido. Às vezes é Minúscula ou Única Formiga Falante do Mundo ou simplesmente Única. Mesmo eu sendo a maior de nós), será que isso tá te fazendo bem? Você detesta a Fernanda Lima, detesta a Marília Gabriela e detesta programas de entrevistas (sim, eu odeio programas de entrevista em geral, porque simplesmente eu não acho que possa existir tanta gente assim inteligente no mundo para responder as perguntas e principalmente para fazer as perguntas, então não importa se é o Roda Viva ou o Jô Soares, eu não suporto programas de entrevista. Além disso, odeio descobrir que um ator/artista/pessoa que eu adorava pelo trabalho é um completo imbecil na vida real), por que você está vendo isso?

- Não, nem tá me irritando. Acho que eu to tão mal que nem me irritando isso tá – respondi.


* * *



Eu quero muito, muito, muito e muito a coleção que está saindo nas bancas de bonecas de porcelana que são heroínas da literatura romântica. A primeira foi a Ema Bovary! Mas acabou em ritmo alucinante. Amanhã sai a segunda – que eu ainda não sei qual é – e o jornaleiro disse que não pode guardar pra mim. Quem achar na sua própria cidade, a boneca número 1, me avisa, please?

Ai, eu queria tanto a Ema Bovary! Aí eu ia colocá-la ao lado do meu boneco do Nietzsche e do ET e ia ser tãããão lindo!

Fiquei conjeturando quais poderiam ser as próximas. Se a coleção fosse brasileira eu chutaria a Cecy, Lucíola...mas como eu acho que não é cosia brasileira será que vem a mulher de Dama das Camélias...a do Primo Basílio?

Vou fazer minha coleção e depois coloco aqui.


* * *



EU O-D-E-I-O calor com todas as forças do meu ser. Eu já falei isto aqui? Não esta semana, né? Pois é. Só o vigia aqui da rua, o Neuton, odeia tanto calor quanto eu. A gente fica trocando observações mal humoradas sobre o tempo, quando é que vem a próxima frente fria, que não é possível, que assim não tem condição; aí quando chove a gente fica alegre.

Eu acho calor brega. Coisa cafona. As pessoas – incluindo esta que vos fala – saem por aí com esses vestidinhos de alça florido ridículos. Com essas sandálias que deixam o pé inteiro a mostra. Eu acho pé um negócio extremamente íntimo pras pessoas saírem mostrando por aí. E tem gente que não poupa os outros da visão do inferno que é o próprio pé: chato, com as unhas sem fazer, de cores bizarras, unha grande...

E os bronzeados? Cara, não há nada mais cafona pra mim do que gente bronzeada. Gente tostada, que bem um bacon bem passado. Câncer de pele não existe pra esse povo. Protetor solar? Hein? O máximo que eles fazem é botar um bonezinho ao meio dia. E esse tipo de gente em geral espera o verão pra dar uma clareada no cabelo. Aí vai puxando mecha, puxando mecha, tacando camomila e tostando na praia. Termina o verão preta de cabelo amarelo que nem a avó da Cameron Diaz em “Quem vai ficar com Mary”. Taca uns argolão dourado, vestido de alcinha, sandálida rasteirinha, de anelzinho no dedo do pé (morro de nojo de anel no dedo do pé! Irrrrrc! Me dá quase ânsia de vômito!), bolsa falsificada da Louis Vitton e sai por aí. Ah é: hoje em dia ainda por cima existe esses pós dourados que salientam o bronzeado, aí a pessoa atola nesse pó, taca um blush e sai impunemente pelas ruas.

Esses dias uma aluna que tem um cabelo castanho super bonito chegou cheia de luzes. Pensei comigo: isso! É exatamente isso que o mundo precisa: mais uma loura imbecil.

No calor você não pode passar uma maquilage decente. Escova, nem pensar. Não pode tomar café, chá ou qualquer outra bebida mais forte. O calor não convida a reflexão. O calor só convida a ficar dentro dágua ou debaixo de um ar condicionado. Calor é ótimo na praia. Na piscina. No dia a dia, quando você tem que trabalhar, é um inferno. Mas as pessoas gostam. O cabelo fica um troço elétrico que eu só consigo deixar preso o tempo todo. A pele vira um grude oleoso. As pessoas ficam com aquele aspecto de sujo. Não raro, fedem.

As pessoas vem com esse papo de “verão eu emagreço porque eu não tenho fome”. Hãn??? Verão eu só penso em chocolate derretido, sorvete, milkshake... e como se faz exercício num calor desse? Como?

Eu devo ter sido esquimó na outra vida. Ou quem sabe morri queimada, daí esse horror pelo calor.

12 comentários:

Docinho de abacaxi disse...

Bonecas de época heroínas da literatura?!
Eu tenho! Vc não te-em!
Eu tenho! Vc não te-em!
Eu tenho! Vc não te-em!


(ah, como eu sou nojenta!) ;)

Se o "se" não tivesse ficado só no "se" disse...

Minha mãe disse que agora a Helena vai se sentir culpada pelo acidente e vai limpar a bunda da moça na novela, n entendi nada...

A Monique Evans tá querendo aparecer né? Só pode...

Pra Fernanda Lima só falta ela se tocar de que aquele programa "Amor e sexo" é muito zoado e acaba com minhas sextas feiras, ainda bem que n demora muito começa CSI na record...

O Jô é uma besta e tem um inglês insuportável

Eu já n sinto mais calor, pois que já derreti...

Ventura disse...

Meu Deus, Carrie, vc é minha diva.
Morri de rir e fui concordando com tudo do início ao fim.

Minha irmã essa semana disse que a gente devia mandar uma cartinha pro Maneco sugerindo que ele repense um pouco esse acidente. Pq se a Luciana é chata desse jeito andando e se mexendo, imagina tetraplégica??

ps: essa mulherada compra é A BANHEIRA de pó bronzeador, não tem lógica.

sonia a. mascaro disse...

Suas críticas dos programas de TV são ÓTIMAS! Penso igualzinho!
Ri muito com seu texto!
Bjs.

***GrAzI disse...

Tenho a mesma opinião sobre o calor!!! Detesto, abomino e esculhambo com essa calorzão!!! O pior de tudo é estar puta da cara com esse calor e ter que aguentar as pessoas falando para mim "Que calorzinho bom, né?" Ai que raiva que me dá!!!! Dependendo do meu nível de humor eu apenas rosno e nem respondo nada... rsrrrrs
Mas neste exato momento aqui em Ctba está chovendo!!! Que delícia!! Chuva eu gosto! rssrsr
Beijos e meus desejos que está chuva chegue aí tbém!!!

Bracho disse...

Tb adeio calor..muito...muito mesmo...a pessoa não tem como ficar digna suando feito um cuscuz!

Um bj..aguardo as fotos das bonecas...e do boneco do Nietzsche e do ET!

ila fox disse...

Eu já não ia muito com a cara desta novela mesmo, acho o Manoel carlos meio booooring com este Zé Mayer e Helenas.

*

A tristezinha no olhar da Fernanda Lima deve ser que nenhum programa ou novela dela emplaca pro sucesso.

*

Tenho medo de boneca de porcelana.

*

EU ODEIOOOOO CALOR! no inverno vc consegue se manter aquecido, no verão vc pode tomar banho e andar de calcinha o dia todo que não vai, não vai!!!

*

Eu já gostei de me bronzear sim, mas depois da minha primeira consulta no dermatologista eu simplesmente não consigo mais encarar o sol da mesma maneira.

Marcia disse...

Rolei de rir com seu texto sobre o calor. Ri tanto que meus cachorros acordaram. Estamos todos no meu quarto com o ar condicionado no máximo. Rio 40º eu odeio você! A melhor época do ano, no Rio, vai de final de abril a setembro (este ano levamos outubro de brinde, com bastante chuva). Agora, de novembro a março o maçarico está ligado. Eu ODEIO calor!

Anônimo disse...

Carrie, vc -é um gênio, lê a minha mente.
Eu sei que não me viu.
Escreva todos os dias, gostoso ler você.
Bjus
Maria Alice

Alexandre Avelar disse...

Hahaha, estes dias tentei ver aquele "Amor e Sexo". Meu Deus, foi uma das coisas mais toscas que já vi na vida. E o mais deprimente foi ver o cantor-decadente-ex-gala-dos-80 Léo Jaime imenso daquele jeito e "animando" a platéia com um monte de música escrota.
Sobre o calor, concordo em tudo. Calor me desperta os instintos mais deterministas :)

Lilith disse...

Carrie...adoro suas críticas aos programas de TV...hahhaha....ri muito...

só discordo de uma coisa...eu adooooro calor, frio para mim só para dormir...bjus.

Anônimo disse...

Sinto muito avisar que as bonequinhas são muuuito mal acabadas, roupinhas com sutaches e etc coladas, com cola mesmo!!!Custava dar uns pontinhos aí ??