domingo, setembro 27, 2009

Embalos de sábado à noite

Fui falar tanto dos meus leitores que sonhei com a Ila e o marido (que eu nem conheço, nem pela internet) essa tarde! Dormi de 2 às seis e pouca? Fuga? Nããão.

Meus sábados têm sido assim: acordo, tomo café, leio jornal, faço exercícios, tento fazer alguma coisa de trabalho, mas o desânimo é tão profundo que eu prefiro dormir. Acordo, não faço nada e volto a dormir mais tarde.

Aí acordei e fui beber. Quer dizer, primeiro eu lanchei e dei um tempo. Aí me dei conta de que só me restava o álcool. E uma maratona Jane Austen no AXN. Doublé Pack: Razão e sensibilidade e A época da inocência.

Eu confesso que nunca gostei muito de Jane Austen. Achava os livros muito água com açúcar. Mas hoje eu mudei de ideia. Acho que vou até tentar reler meus livros dela. Talvez eu apenas achasse que compreendia as sutilezas dela. Hoje eu realmente compreendi. Chorei litrusssss. Descobri o Dr House fazendo ponta em Razão e Sensibilidade.

Tinha propostas emocionantes para sair. Do tipo ir ver o Detonautas (ironia e sarcasmo) e a única opção minimamente decente da cidade, mas nem por isso boa . Daí mamãe ponderou que eu já tinha bebido o suficiente. Meia garrafa de vinho, só. Eu, tentando argumentar:

- Mas, mãe, desse jeito eu não arrumo namorado!

- Você saiu a vida toda e nunca arrumou nada que prestasse.

Yep. She definitely has a point. Como aliás, as mães sempre tem.

Peguei minha taça e vim terminar de ver a Michelle Pfeifer e o Daniel Day Lewis, com a Winona (pré-mão-leve) Ryder de brinde que eu lucrava mais. Aliás, super me identifiquei com a Michelle, numa Nova York provinciana tentando ser uma mulher independente mesmo diante dos comentários maldosos.

Também super me identifiquei com as irmãs Dashwood. Somos eu e Formiga Irmã. Até morar no country a gente mora. Espero que, assim como elas, depois de tanto sofrer no final eu também encontre o amor.

E pensar que há um ano atrás eu morava em New York...

Boa noite. Hic! Saúde!

5 comentários:

S disse...

Eu só comecei a gostar da Jane Austen (e de um bocado dos clássicos ingleses) depois de velha. Hoje amo de reler várias vezes :D

Ah, e num post anterior, sobre quem te lê, acho que você se esqueceu de quem só lê pelo reader (tipo bloglines ou google reader), que é o meucaso. Se não me engano, o contador não computa esses acessos...

***GrAzI disse...

Oiê!!
Vc já viu um filme chamado "O clube de leitura de Jane Austen"? Eu gostei... e agora estou lendo os livros, pois antes eu tinha lido apenas "Orgulho e Preconceito" que por enquanto ainda é meu preferido!
Beijos!!

ila fox disse...

Uia, sonhou com nóisi??

Engraçado, esta semana uma amiga minha (que também não conhece ele) sonhou com ele! (será que Ricbit seria um sucubus? hehe).

No sonho dela ele estava numa sala de aula conversando com um professor. E no seu? fiquei curiosa, hehehe

*

Deve ser meio sureal morar em Nw York e depois ver filmes que se passam por lá né?
Vc já assistiu Cloverfield? é de monstro, filme de clima de fim de mundo, se passa em New York, muito doido, curti. Fiqueo com medo uns 3 dias, hahahah

nervocalm disse...

Peraí, mas eles passaram A época da inocência numa maratona Jane Austen? Anunciaram assim no canal?

Dolores disse...

Eu também achava Jane Austen água com açúcar. Hoje adoro.
Também me identifico com as irmãs de "Razão e Sensibilidade".
Quem diz que açúcar faz mal está errado. Eu preciso de um pouco de açúcar na minha vida. Ou ela fica amarga demais.
Um beijo