quinta-feira, junho 04, 2009

Das vantagens de se ter um blog

Semana passada, depois de escrever sobre a lujinha imaginária de cookies da Paula (adoro "Loja Imaginária de Cookies". Acho, inclusive que deveria ser o nome da loja, caso algum dia ela tenha um local fixo. Parece "Mansão Foster para Amigos Imaginários". Lembra coisas mágicas, que tem tudo a ver com comidinhas como bolos, doces e cookies. Adoro) – que, volto a dizer, não vi, não ganhei nada pra falar e só entrei porque ela tinha deixado uma mensagem aqui – recebo um e-mail fofo agradecendo a propaganda e pedindo meu endereço pra me mandar uns cookies.

Hoje eles chegam, de sedex. Estou aqui e escuto o moço do correio: “entrega pra Karen!”. Pensei: ai, meu Deus! É Carrie! Esqueci de dar minha identidade secreta pra ela! Saí correndo antes que a criadagem de Versailles dissesse que não havia ninguém ali com aquele nome.

Abro. Fotografei tudo para que vocês possam ver (não sou boa fotógrafa como o marido dela nem minha máquina é tão boa, mas acho que dá pra dar uma idéia). Caixinha fofa, cartãozinho e os cookies. Chegaram bem inteiros – eu moro no interiorrrr do estado do Rio, como vocês sabem e eles vieram de Sumpaulo Capitarrrr e chegaram em perfeito estado 9de Sedex Normal, já que aqui não tem Sedex 10), como vocês podem conferir. Um ou outro quebrado, como estariam se tivessem sido transportados pra uma loja ou de uma casa pra outra.

E o sabor? Vocês não podem imaginar, por mais que eu descreva. Crocantes. Fazem “croc” quando você mastiga. Você sente os ingredientes. Algo de manteiga. Um marrom amarelado. Formiga Mãe acha que tem um toque de açúcar mascavo, mas eu acho que não. Gotas de chocolate densas. Chocolate bom, da melhor qualidade. Gosto de cookie de casa de vó. Perfeito. Já comi muitos cookies nessa vida, pelo mundo a fora, mas não me lembro de ter comido cookies tão bons. Talvez iguais. Melhores, nunca.

Eles chegaram antes do almoço. Abri e tirei um pedacinho só pra provar. Nisso chega Formiga Irmã...

- Baaaaaru, vem ver os cookies da Paula que chegaram pelo correio!

E ela enrolando. Aí sobe com um caldinho de feijão.

-
Larga esse caldinho e come esse cookie.
- Ai, peraí, cookie com feijão?

Cinco minutos depois...

- Me dá mais um pedacinho!!!
- Não, a gente já vai almoçar, depois a gente come!
- Eu vou escrever pra ela e dizer: você mandou pra pessoa errada, a Carrie é egoísta e não dá pra gente. Pão dura, pão dura, pão dura!!
- Mas meu Deus, espera só depois do almoço, que coisa!
- Você me dá uns pra eu levar pro trabalho?

Depois do almoço fizemos um café e comemos quase tudo. Tem quatro ali me olhando, mas eu fiquei de deixar dois pra Formiga Irmã e dois pra mim.

Muito bons. Aprovadíssimos. Agora quero encomendar outros tipos.

Quando fundarmos nossa comunidade Amish, Paula será sequestrada e mantida em cárcere privado em troca de fornecer delícias para nossa aldeia.

O endereço do blog: The cookie shop.




4 comentários:

trinity disse...

Nham Nham - a descrição do cookie foi torturante!
Mas vc merece todos os mimos depois de um Doutorado!

ila fox disse...

ô coisa boa! que me deu até saudades de fazer uns cookies! mais ainda de comer os dela! nham nham! :-9

Stella disse...

Eu queeeeero. rs
Ah, devem ser muito bons mesmo. :~
Desde que você falou do blog dela aqui, acompanho sempre. E as receitas são ótimas. :)

Beijo, Karen..ops, Carrie!!!

Anônimo disse...

Caracaaa!!! Não acredito que você ganhou!!! Entrei no site e copiei todas as receitas. Achei tudo perfeito: as historiasque ela conta antes das receitas, as fotos... tudo!! Queria estar aí vendo a chegada da encomenda. Aproveita. Beijos, KArine