quinta-feira, abril 16, 2009

Vim pra dizer que não venho


E aí, plebe ignara? Como vão todos? Sobreviveram ao feriado? Só ontem eu recobrei os sentidos. Tive quase dois dias de diarréia em que quase fui literalmente pelo cano (uou! Too much information, Carrie! Ou, como diria Formiga Mãe ao ler esse blog: “minha filha...”, com um suspiro de pesar) e ainda por cima fiquei sem internet ontem. Mas em compensação espero já ter perdido o 1,5 que ganhei na Semana Santa. Sim, a pessoa conseguiu engordar 1,5 em quatro dias. Tendência pra engordar? Não. Tendência a enfiar o pé na jaca. Pezinhos limpos, jaca no freezer, bora trabalhar.

(Todo gordo safado gosta de por a culpa no metabolismo lento, na tendência pra engordar, em qualquer coisa que não seja nele mesmo. Gordo é tudo safado e tem que apanhar de toalha molhada na frente de uma turba enfurecida dos Vigilantes do Peso).

Adoraria ficar contando a vocês como foi o meu feriado em Pasárgada, que teve “de um tudo”. De aniversário de afilhada fofa – vejam as fotos! – a baile funk na Eclipse Night Club (don't ask, don't ask...tsct, tsc, tsc...), passando por eveiiiinto de viola seguido de rock and roll onde membro da minha família – que eu não vou entregar – foi rebocado do local em quase coma alcoólico. Voltei seis da manhã quase todos os dias (coisa que na minha atual conjuntura é bem rara). Mas o fato é que o momento é de força no pedal que as costura tão pertada por demais e grampo no aplique, pra modi dá sustento na peruca. Ou, como diria Dileto Orientador: é vencer ou vencer. Retroceder, nunca. Render-se jamais. Olho de tigre.

E por falar em gordura, consegui a proeza de engordar os 9 quilos que havia emagrecido ano passado. Olha que eu fui pros EUA e não engordei nada lá (até emagreci). Buda que bariu, babai (oi, Renata!). Mas não há de ser nada. Avante e para o alto. E lá vamos nós (sim, estou empregando todas as tiradas de desenhos animados e filmes do Domingo Maior). Ia esperar até depois da defesa para tomar providências quanto a isso, mas o medo de chegar até o dia 28 de maio rolando me fez tomar providências enérgicas antes disso. Ah, essa noite sonhei que a banca não comparecia a minha defesa de tão ruim que tava a minha tese. Chegava lá e só tava meu orientador que dizia: “tudo bem, você está aprovada”. A gente sabe que ninguém é reprovado em doutorado, mas e a vergonha de fazer uma tese merda?

Sendo assim, eis que preciso de 15 dias de ausência, meu povo, para terminar o material da tese - eu preciso entregar tudo um mês antes. “Ahhhhh”, ouve-se o coro na blogosfera. Sim, caros amigos, haverá choro e ranger de dentes, sei que se abrirá uma clareira no peito de vocês, que a vida perderá o sentido por 15 dias, mas acreditem: dói bem mais em mim. Sejam fortes. Vocês conseguem. Sei que isso os obrigará a fazer coisas estranhas, do tipo, quem sabe...trabalhar...(calma, calma!) mas é por pouco tempo. Volto em breve para blogarmos, como diria Roberta, como se não houvesse amanhã. Brincaremos muito na minha volta! Eu, vocês e Peposa!

Enquanto isso, vocês podem reler alguns clássicos do sublime, como por exemplo, o dia em que comprei meu mini-trampolim
ou...ah, sei lá. Se eu tivesse com tempo pra procurar post no meu próprio blog eu escreveria algo novo. Quem sabe minhas aventuras na terra do Tio Sam, morando com Zorba, El Greca porcalhona (qualquer post de agosto a dezembro de 2008). Ou ainda minhas férias na Europa em agosto/setembro de 2006. Ou qualquer outro post, afinal minha vida é tão legal e meu talento literário só não é maior de que a minha modéstia - meu único grande defeito, aliás.


(O pólo eufórico do momento se justifica porque acabei de caminhar e meus níveis serotoneicos estão alterados. Sempre volto pensando: amanhã eu levanto às 6:00, caminho duas vezes por dia, escrevo horrores pela amanhã, domino o mundo à tarde, invado Marte à noite...).

Mas é isso. Estarei por aqui, só não vou postar – quer dizer, se me der muita vontadinha eu posto, mas não vou poder postar nem responder como gosto aos comentários de vocês, mas Marilza, eu tô aquiiiii!!!! E-mail:
carriewhiteaestranha@yahoo.com.br, orkut, msn, telefone, celular, tambor, sinal de fumaça, telepatia...

Não me deixem só! Não me abandonem! Eu volto! No fim do mês eu volto! Eu juro. Eu minto, mas isso é verdade.

É isso. Comportem-se, crianças, enquanto Tia Carrie está fora. Não puxem as trancinhas das amiguinhas, dividam o lanche e emprestem sempre o giz de cera pro coleguinha.

Bjmeliguem.


Eu e meu molanguinho. Criança é tão bom, né? Principalmente a dos outros.


Ahhhh, dá um sorrisinho pra Dinda, dááááá???

20 comentários:

Luís Miscow disse...

puxa...

Layana Lossë disse...

pegou a virose do coelho tb, foi?
o bom é que quando isso tudo acabar, você volta com força total (espero eu)

vou ficar daqui mandando boas vibrações pra q tudo dê certo o/

Carrie, a Estranha disse...

Nãããão, Luís! Não fala "Puxa...". me corta o coração...

Layana,

Peguei foi a jaca com a casca e tudo! Rsrsrs...

Bjs

Lilith disse...

Sabe que o texto do mini-trampolim foi o que me trouxe até aqui...hahha...eu estava procurando na net um mini-trampolim para comprar e entrei no blog...li o post e dei muita risada...

Acabei comprando um mini-trampolim (que eu chamo de caminha) e que está encostado na parede do meu quarto já que ultimamente eu pouco tenho-o usado...mas do blog nunca mais larguei...hehehe...

Que tudo dê certo para vc...um grande beijo e até a volta!

ila fox disse...

Olá menina!
Vc me deixou preocupada, pensei que pudesse ter sido abduzida por alguma confraria extra-terrestre. Mas que bom que estava tudo nos conformes.

*

Por aqui está tudo bem, muito bom, prestes a me mudar do Paraná para Minas. Perdida entre caixas, jornais amassados, atestado de saúde dos gatos, pedido de demissão, pedido de casamento, passaporte, roteiro de Lua de Mel para Europa (desculpe Plebe! como já diria vc, hehe). E por aí vai. ;-)

*

Tbm passei a Páscoa com a família, foi até minha maneira de me despedir da Ila "Solteira". Dormir no quarto do tempo que eu morava com meus pais e fuçar na caixa de coisinhas e cacarecos do tempo de adolescencia pode ser reconfortante. Todos aqueles fantasmas que me perturbavam naquela época hoje parecem tão sem sentido...

*

Não sei você, mas quando entreguei meu TCC eu estava tão ansiosa que a última coisa que eu pensava era em comida... talvez agora faltando 15 dias vc faça uma dieta. ;-)

*

Estaremos aqui firmes e fortes esperando seu retorno com boas novas.

beijocas

ila fox disse...

Aliás... adoráveis as fotos da festinha. ;-)

Carrie, a Estranha disse...

Ila!!! Que boa notícia! Fico feliz por vc! Era aquele ex namorado ou já é outro? Que chique, lua de mel na Europa! Tudo de bom!

Pra q lugar de Minas vc vai? Agora vamos ficar mais perto! Quem sabe a gente possa se conhecer!

Bjs

Carrie, a Estranha disse...

PS: Oi, Lilith! Falei q não ia responder todo mundo, mas agora q falei com a Ila, tenho q falar com vc. Agora paro. Bjs.

trinity disse...

Carrie,

Uma imensidade de saudades sentirei dos suas postagens.

E muita força na conclusão do seu Doutorado.
Sobre seu comentário q ninguém repete em Doutorado eu já vi ocorrer (não é pra fazer terrorismo é só constar) no INPE de São José dos Campos, um rapaz baseou em algumas teorias mas depois as mesmas poderiam chegar em "outros dados" e todos os experimentos e valores encontrados não tinham validade. E quem percebeu isso foi um professor que era convidado da banca.

trinity disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mel disse...

força na peruca!!!!!

Bárbara disse...

muita inspiração para vc. a gente se comporta e te espera pra brincar de roda. bjs

Lua disse...

Carrie, Boa sorte na defesa de sua tese, ficarei esperando novos post, afinal já virei fã deste blog!
Bjinhos!!

Stella disse...

Aaaah... :(
Ok... compreensível.
Nem me fala em chocolate, peso... prefiro não pensar nisso e não passar na frente de espelhos. O que os olhos não veem o coração não sente.

Muuuuuito boa sorte com a tese!
Se puder... avisa onde vai ser a defesa. :D Vai que dá pra assistir! \o/

Beijos

ila fox disse...

Oi Carrie!

Hmmm qual dos 3 ex-namorados vc se refere? hahaha

Se for o primeiro - este já elvis, coisinha insonsa e arrogante que só ele. Argh.

Se for o segundo - Este eu quero é distancia. Além de me deixar com a uma dívida me agrediu, é doido.

Se for o terceiro - Ele era um fofo, mas estava numa fase ruim, acho que nem ele sabia direito o que queria pois falava uma coisa e fazia outra. Desconfio que era gay e tinha medo de assumir.

Bom, meu quase-marido conheci a 7 meses. Com o Ricardo as coisas tem acontecido devagar no coração porém rapidas nas atitudes. E é isso que a gente precisa né? de gente de palavra e atitude! ;-)
Gosto demais dele e tem deixado meus dias mais felizes! X-D

Vou mudar para Belo Horizonte! :-D
Uia, já pensou um mini encontro Sublime Sucubus!

Anônimo disse...

Carrie querida do coracao..
eu estava com saudades de rir com vc...boa sorte na tese (nao sei p'ra que tanto stress se vc eh barbara e vai tirar 1000000!?
mas, ok, agente entendi...
Beijos, te amo, boa sorte e depois falamos bastante dos amores de nossas vida..nossas bebezinhas (sejam afilhadas ou netinhas sao nossos amores, nao sao?)
mais beijos
Hetie

Dalila disse...

Darling, que precisava de uma virose de vez em quando para criar vergonha na cara e parar de comer...
mas ok, vamos lá.

snif, snif... sentiremos sua falta!

bjs e beijonhos na sobrinha fofinha!

Pablo disse...

Boa!rs

Fecho com as sábias palavras do meu ídolo máximo Millôr Fernandes: "Não existe tendência para engordar. Existe tendência para comer".
;- )

Beijo!

kik@s disse...

Amei o seu blog, há tempos q naum lia coisa tão boa...estou passando pela mesma situação (+/-) q vc: preciso entregar uma monografia e estou adiando, adiando...suas angústias são as minhas.
Agora não largo mas seu blog!
Bom trabalho!!!!!!!!!!!!!

Alvaro disse...

Sucesso pra você, Carrie!
Abração, saudades, do
Alvaro