sábado, março 28, 2009

Vizinhos (CENSURADO)


Minha mãe mandou eu tirar o post que estava aqui, falando sobre os meus vizinhos. Só pra vocês terem idéia do quão patética é a minha vida. Não tenho liberdade e privacidade nem no meu próprio blog. A casa não é minha, o blog não é meu. Voltei à infância.

8 comentários:

Cláudia Pereira disse...

Aline,

Li o seu post e fiquei pensando. Veja se você concorda comigo: é complicado concluir que a vida daqueles que não somos nós é mediocre. Ou ao contrário: achar que aqueles que parecem super interessantes não têm vidas medíocres. Hoje mesmo eu conversava com a Carla aqui em casa (depois ela iria encontrar com a Formiga Senior) sobre o preconceito que eu sofria no IFCS. Pensa só: eu, entrando como mestranda no IFCS, em Antropologia, formada em publicidade e trabalhando no mercado como publicitária. Vc pode imaginar o que eu passei, aos 35, no meio de uma galera de 20 e poucos, todos eles (ou a grande maioria) nascidos e criados em um lugar como o IFCS? E ainda por cima estudando sobre patricinhas? É óbvio que só uns dois ou três me dirigiam a palavra e o restante achava que eu era uma patty casadinha que só sabia, irresponsavelmente, colocar crianças no mundo, já que engravidei duas vezes no Mestrado, como vc sabe. Mas só eu e Alexandre sabemos o que foi casar, ter filhos e sobreviver a diversos percalços, até chegar o dia de hoje, em que ainda temos que matar um leão por dia. Eu entendo medíocre como alguma coisa que está na média, alguma coisa que é ordinária. Posso te garantir que, depois que casei, minha vida ficou longe de ser ordinária, medíocre. Não culpo aqueles que me viam assim, aqueles alunos do IFCS. Eles olhavam para o estereótipo que eu representava. E, muito provavelmente, eu olhava para eles como estereótipos que eles representavam para mim. Então, temos que ter cuidado ao considerar que alguém leva uma vida medíocre. Acho que nem a classe média brasileira leva uma vida medíocre, hoje em dia. Às vezes, uma mediocridade até que faz bem, libera a gente de algumas responsabilidades. Mas, hoje em dia, até para ser medíocre, é complicado.
Eu entendi bem que vc não está generalizando, quem o problema não está em casar e ter filhos. Vc mesma disse que seus pais não são medíocres e todos nós sabemos disso. E a sucessão de escolhas em nossas vidas, nem sempre, é algo lógico, como parece. É apenas uma sucessão de escolhas. A lógica vem por conta da sorte ou da habilidade em saber viver.
Dê uma chance aos seus vizinhos.

UFA! Cansei...

Bjs, bjs, bjssss.
Adoro SublimeSucubuS

Cláudia

Cláudia Pereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudia Pereira disse...

Em tempo: ou é a falta de lógica que vem com a sorte ou com a habilidade em saber viver. Vai saber?

Cláudia Pereira disse...

Se quiser censurar também meus comments, fique à vontade. bjs

Stella disse...

:/ Poxa, nem consegui ler o post.
Absurdo não poder falar sobre o que quiser no próprio blog. Tipo, não sei o que estava escrito, mas seja lá o que for, foi escrito sobre o pseudônimo Carrie e a maior parte das pessoas que leem seu blog nem sabe quem são seus vizinhos, portanto nem acho que tenha problema e tals... mas vai entender, né?

:/
Só não me vai parar de escrever, tá?

:*

Carrie, a Estranha disse...

Oi Cláudia,

Não, não precisa censurar seus comentários. Entendo o q vc quis dizer e...é complicado. Tenho muita coisa a dizer - em parte já disse no post q vc já leu.

Stella,

É, nem tinha nada demais, mas mamãe não gostou e eu sou menina obediente.

Bjs

Patricia disse...

q absurdo! to indignada com a censura q chegou no Sublime!
so não espero q suprima o Blog;)

ila fox disse...

Carrie, repito: Nós só temos privacidade nesta vida na hora de digitar a senha do cartão de crédito.