sábado, outubro 14, 2006


Descobri que funciono por inércia. Uma vez em repouso, necessito de uma força que me coloque em movimento. E isso não é feito sem atrito.

Da mesma forma, uma vez em movimento uniformemente variado (MUV) também funciono por inércia. Ou seja: pra parar é preciso uma força de igual intensidade em sentido contrário - o que também vai gerar atrito.

Ou algo parecido com isso, porque eu sempre fui péssima em física e tirei 0,75 no vestibular. Ou em química. E também em matemática.

É que eu gosto da teoria. O pobrema é quando entra os numrinho. Numrinho é foda.

X

Tem um sujeito japonês falando na TV sobre o You Tube. E um jornalista brilhante, fazendo perguntas brilhantes como “isso é bom ou ruim pra humanidade?” – como se algo pudesse ser descrito como bom ou ruim pra humanidade. Ai, meu Santo Marx e a Divina Dialética, rogai por nós.

Deixa eu ir que eu to com “as panela no fogo” e ainda tenho que ler “A grande transformação”, do Polayni, onde a idéia básica é: nosso mundo acabou no século XIX. Dureza, caro leitor. Não o texto, que tá um barato. Dureza você pensar que o mundo acabou e, como diria meu amigo Betão, “ninguém me avisaram”. Dureza a vida do acadêmico gordo. Tem que passar o sábado estudando, comendo arroz integral, frango grelhado, feijão fradinho e salada enquanto o resto da humanidade se esbalda dando um tapa na pantera. Sou praticamente uma monja budista. Mas eu sempre penso que podia ser pior. Eu podia estar em uma redação de jornal ou fazendo um desses programas idiotas da Globonews, agora.

Aliás, gostaria de abrir um parêntese pra falar sobre dois programas da Globonews que estão entre os mais chatos da história da televisão: Pelo Mundo e Via Brasil. São basicamente iguais, conceitualmente falando. Curiosidades sem graça que você não tem a menor necessidade de saber. Chamadas do Via Brasil de hoje: “Veja na cidade de Divinópolis a revoada de pássaros que enfeita o céu”, “Em Conceição de Macabu, interior do Rio, uma escola de equitação para jovens faz sucesso”, “No interior de Minas um senhor organiza uma biblioteca ambulante”. CA-RA-I-O. Aí, depois falam da pobre Luciana Gimenez.

Então, pensando bem eu estou no paraíso. Ou pelo menos no limbo. Vou lá então, mais tarde eu volto.

7 comentários:

marilia disse...

ai carrie..pode debochar,mas eu adoro o saia justa e aquele seriado do escritorio de advogados...rsss, tudo GNT.....
vc já sabe que eu não como nada, e tudo que como sai rapidinho, o que é uma meleca, por que eu não consigo engordar...tem um supertição, aqui que diz que se eu comprar seus quilos e vc quiser me vender dar certo...
quer vender: preciso de no mínimo 5...se vc topar,me avise e ai a gente faz o ritual ...rsss( sério!)...

roberta carvalho disse...

Cada vez tenho menos paciência pra TV...

marilia disse...

carrie, um pouco do povo de andrelandia que eu conheci e não sei bem por onde anda.
- bom, na monha nada longe juventude a gente ia muito pra lá, ficava na casa da magada, filha do seu manoel, dono da padaria.
saiamos com as filhas da dona glória , casada com o dr.Edson, que já morreu ,ou morreram ,juro que não sei, era a Caca, o Edsonsinho, e ele tinha outra irmão, que já morreu tb...( rsss, mas é triste)
na época a gente andava com o Zé Norberto, o Zé ronaldo e uns outros que não consigo me lembrara... bom, não é grandes coisas a minha lembrança, se vc conhecer e quiser clarear as lembrancinhas aqui, ficarei eternamente grataaaa! bjos

Carrie, a Estranha disse...

Marília,

A Kaká era minha tia. Quer dizer, era casada com meu tio. Infelizmente faleceu tem uns dez anos. O filho dela, meu primo, Juninho, lê sempre esse blog e deve estar te vendo aí. O Edsonzinho continua lá.
Vc deve concher minhas tias: Maria Adélia (Deda), Maria Carmen (Tatá) e Deceles
Me escreva e conversamos melhor: carriewhiteaestranha@yahoo.com.br

Bjs

Carrie, a Estranha disse...

Quem tinha morrido era a Fátima, irmã do Edsonzinho e da Tia Kaká. Eu nem cheguei a conhecê-la. Têm tb a Lúcia e o Chicão q continuam vivos. Ah, Dr Edson e Dona Glorinha morreram, tb.

O mundo não só é estranho, como minúsculo!

Bjs

marilia disse...

claro, me lembro, e conheci sim...vou te escrever depois!
além do que esqueci de dizer que o ze ronaldo morreu e a magda ficou viúva!
mundo estranho mesmo!
eu que o diga!
bjs

Anônimo disse...

Marília,
O Zé Norberto morreu tb há uns dez anos atrás de uma maneira bem estúpida!!!
Será que vc conheceu a Maysa, minha prima?
Era uma menina bonita, mas doida de tudo. Ela falava muito do Zé Norberto e do Zé Ronaldo.Ela namorou o Padeirinho, irmão da Magda.
Desculpe, me meter neste papo, sou irmã da Carrie, tá?
Beijinhos,
Vivi