segunda-feira, julho 31, 2006

Sorte ou azar?

Muito triste quando você se decepciona com alguém. Quando é alguém em quem você confia e tem amizade é horrível. Quando é alguém em quem você depende em termos profissionais – como um médico, chefe ou professor – é horrível também. Agora, quando é alguém em quem você confia, tem amizade e depende em termos profissionais, aí a decepção é muito pior. É dupla. Você de sente desamparado dos dois lados.


E quando você é o elo mais fraco, por estar numa situação de subordinação, é ainda muito pior. Pois você sabe que a corda vai arrebentar pro seu lado. E quando a pessoa em questão não possui um histórico de atos como este, aí fudeu geral. Como explicar que você foi o primeiro (a)? Quem vai acreditar em você, sendo o mais fraco?


Estou numa sinuca de bico, galera. Torçam, rezem, emanem vibrações ou batam seus tambores por mim. Minha vida pode mudar radicalmente nos próximos dias/semanas. Talvez pra pior, talvez pra melhor, who knows? Ala jacta est. Aguardem cenas dos próximos capítulos da novela “Esta é a minha vida”.

3 comentários:

Tereza Cristina disse...

Estou com todos os dedinhos cruzados, torcendo por você. Espero que tudo corra bem!
abraço virtual

M.Eduarda disse...

Estou torcendo por vc!
Vai dar tudo certo!

beijos

Dissimulada disse...

Nem precisa entrar em detalhes,só com o que escreveu, vejo que já passei por isso.O efeito é de "ácido no plexo" (bem corrosivo).Dá vontade de fazer uma auto-lobotomia, se isso fosse possível... Procuro alguma coisa para dizer agora, tentando amenizar o desconforto que deve estar sentindo.Só sei que VAI PASSAR...pode estar certa !!